A presidente afastada Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT), ainda não confirmou sua presença na abertura dos jogos olímpicos do Rio de Janeiro, marcada para o próximo dia 05. A informação foi confirmada neste domingo, 17, pelo jornal 'O Estado de São Paulo'. De acordo com a coluna 'Estadão', a presidente está com grande receio de ficar isolada em um camarote, sendo boicotada por outros líderes políticos e personalidades. Ela não ficará no mesmo lugar que o presidente em exercício Michel Temer, do PMDB. 

Inicialmente, pensou-se em colocar Dilma no mesmo local que os ex-presidentes, mas ela não teria aceitado e disse que o processo de impeachment contra ela ainda estava em curso, além disso, argumentou que graças à ela, o Rio de Janeiro venceu a candidatura para os jogos e também teve o auxílio financeiro do #Governo federal para as obras.

Publicidade
Publicidade

O comitê então pensou em um plano B, cedendo um novo camarote para Dilma. No entanto, está claro que não será ela a dar recepção para os chefes de estado de todo o mundo. Quem fará isso é Temer. 

Além de se ver para trás, a imagem de Dilma ainda continua bastante arranhada. A simples exibição de seu rosto para os torcedores que estarão no Maracanã, onde acontecerá a abertura da Olimpíada, pode acabar gerando vaias generalizadas. Mesmo quando tinha uma popularidade um pouco maior, em 2014, quando abriu a Copa do Mundo, Rousseff sentiu o gosto de um governo problemático. Em um ano de corrida eleitoral, ela ouviu os gritos do povo e chegou a se calar, fazendo cara feia.

Os gritos não foram suficientes naquele ano para impedir sua reeleição. Em uma disputa apertada, com muitos altos e baixos, além da morte do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, do PSB, ela venceu.

Publicidade

Meses depois, no entanto, já aparecia ainda mais a insatisfação popular. Em um ano do novo governo, ela já começava a responder ao processo de impeachment, cuja previsão de terminar é o final de agosto do mês que vem, justamente quando a Olimpíada estará em sua fase final ou já até ter acabado.  #PT #Dilma Rousseff