Diferentemente do que tem anunciado o Comitê Olímpico Internacional, a presidente afastada Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT), nega que tenha recebido qualquer convite para participar da abertura dos Jogos Olímpicos, que começam no mês que vem e serão realizados na cidade do Rio de Janeiro. A revelação foi feita em uma conversa com o jornal português 'Diário de Notícias'. Segundo Dilma, não houve qualquer convite, seja do Comitê internacional dos jogos ou então da organização brasileira. "Vou avaliar as condições em que vou, não irei em condições que me diminuam", disse a petista querendo dizer que ainda é a chefe de estado do Brasil e que assim quer ser representada.

Publicidade
Publicidade

Comemoração com sabor de impeachment

Até a abertura dos jogos, a votação contra ela no Senado não terá sido realizada. A previsão é que o Congresso Nacional só coloque isso na pauta no fim de agosto. De acordo com o site 'Diário do Poder', atualmente, 60 Senadores estariam manifestando seus votos pela deposição da petista. Outros sites que marcam essa contagem estão praticamente parados, devido a uma certa diminuição do público pelo tema e da pouca manifestação de mudança entre os próprios Senadores. 

A cerimônia e a participação de Temer

Na entrevista publicada neste sábado, 09, pelo jornal português, Dilma diz que o mais justo é que ela receba esse convite logo. Isso porque, de acordo com a companheira política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi o seu governo que garantiu o dinheiro para que os jogos sejam realizados.

Publicidade

Rousseff disse que até a data do seu afastamento, em 12 de outubro, tudo praticamente já estava pronto. A abertura da olimpíada será realizada no dia 05 de agosto, uma sexta-feira, a partir das 20h no horário de Brasília. A cerimônia será realizada no estádio mais conhecido do Brasil em todo o mundo, o Maracanã. 

Segundo o site da revista Época, o presidente em exercício, Michel Temer, do PMDB, deve ganhar um camarote e uma tribuna de honra durante os jogos. Inicialmente, Dilma ficaria junto com ex-presidentes, mas existe a possibilidade que haja outro camarote para ela.  #PT #Dilma Rousseff