Não está fácil para a presidente afastada Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT), conseguir manter as aparências e dizer que resiste ao processo de #Impeachment. De acordo com a Revista Veja em matéria publicada neste final de semana, o presidente em exercício Michel Temer, do PMDB, está levando tudo numa boa. Ele reuniu recentemente os chefes do executivo e legislativo apenas para dizer que enfim no governo paira a harmonia. O clima obviamente contrastou com um passado recente, quando as casas e as chefias pareciam apenas brigar e ninguém se entendia com Dilma. 

Renan Calheiros, por exemplo, teria confidenciado a Temer que a presidente jogou a toalha e que nem ela mesma acredita que tem chances de vencer o processo.

Publicidade
Publicidade

Dilma teria dito para o presidente do Senado a seguinte frase, que mais aparenta um pedido de socorro: “Quero acabar logo com essa agonia”. Para os Senadores ajudarem que o sonho da petista se realize basta votar contra ela. Em maio, 55 Senadores escolheram pelo afastamento de Rousseff, um a mais do que o necessário para outro caminho, o da deposição. A previsão é que no final de agosto ocorra a votação contra a petista no Senado. 

Não é a primeira vez que publicações dão conta que Dilma já não aguenta mais o processo de impeachment. A coluna 'Esplanada', por exemplo, chegou a publicar que a companheira política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está mais preocupada em manter a saúde e o peso, do que em brigar por uma luta que parece não ter uma resolução favorável. Em um discurso recente, a primeira mulher eleita para o cargo de chefe de estado do Brasil disse que o impedimento estava mais complicado de ser lidado do que, por exemplo, o câncer que teve e até mesmo do que a agressão sofrida durante a época do regime militar.

Publicidade

Nesse tempo, a presidente chegou a ser torturada após ser presa. 

Oficialmente, Rousseff nega que esteja a desistir da votação. Ela garante acreditar que tem como reverter o jogo e que lutará até o final, mas as publicações garantem que tudo isso é da boca para fora.  #PT #Dilma Rousseff