O escritor petista Leonardo Boff provocou polêmica ao utilizar seu perfil no Twitter neste fim de semana. O letrista criticou o trabalho exercido por uma das pessoas de mais credibilidade no país, o Juiz Federal Sérgio Moro, cujo trabalho tem sido muito elogiado pelos brasileiros e também em todo o mundo. De acordo com Leonardo Boff, Moro estaria a trabalhar para os interesses do governo dos Estados Unidos. A insinuação aparece depois que Moro recebeu o prêmio de uma das cem maiores personalidades de todo o planeta pela revista americana 'Time'. Ele foi ao estado de Nova York para ter a condecoração.

"O juiz Moro não está apenas a serviço do combate à corrupção.

Publicidade
Publicidade

Também de algo maior: o alinhamento do Brasil à geopolítica dos USA", disse o teórico, cuja foto de perfil o mostra usando uma camisa vermelha, cor conhecida por ser a que simboliza o Partido dos Trabalhadores (#PT) e também o socialismo. O teólogo chega a propôr a seus seguidores que leiam um texto de outro escritor conhecido, Moniz Sodré, que fala sobre a política imperialista. 

A crítica de Leonardo Boff fez com que muitos seguidores, tirando os petistas, é claro, não o apoiassem. Um deles chegou a brincar. "Já que Moro tá apoiando os EUA, bem que Temer poderia trocar o real pelo Dólar, amo dólar", disse o internauta na rede social. A crítica do escritor aparece justamente depois que o juiz há cerca de um mês foi criticado por não dar novos passos na Lava Jato, mas nas últimas três semanas voltar a movimentar o cenário nacional com prisões de petistas.

Publicidade

Os próprios representantes do Partido dos Trabalhadores (PT) chegaram a dizer que depois do afastamento da  presidente Dilma Rousseff tudo ia parar, mas não é o que está acontecendo. O fato do escritor não gostar muito do trabalho do juiz Sérgio Moro não parece estar impactando o prestígio do jurista. De acordo com a coluna Radar, da Veja, o magistrado pode ser indicado a uma das vagas do Supremo Tribunal Federal (STF), substituindo o Ministro Celso de Melo, que tem 70 anos. #Justiça