No momento em que os #Jogos Olímpicos são alvo de ameaças de atentados terroristas, inclusive com a prisão de suspeitos, os organizadores do evento se depararam com a informação de que a empresa responsável pela segurança nas Olimpíadas rescindiu o contrato.

A alegação da Artel Recursos Humanos é de que não possui verba para contratar os mais de três mil agentes que fariam a segurança dos Jogos Rio-2016. A empresa chegou a contratar 500 pessoas para esta tarefa, número muito inferior ao necessário.

Com várias delegações estrangeiras chegando à Vila Olímpica e faltando pouco mais de uma semana para o início das Olimpíadas, a situação não poderia ser pior.

Publicidade
Publicidade

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, ameaçou multar a Ariel RH por incompetência e irresponsabilidade, visto que na assinatura do contrato apresentou três mil pessoas cadastradas para a segurança, mas acabou chamando apenas 500 por falta de dinheiro.

Parece que o Governo Federal já tem um plano B para resolver esta situação e este consiste em chamar a Força Nacional de Segurança que contam com militares aposentados cadastrados para esta tarefa nos Jogos Olímpicos do Rio-2016.

Desta forma, fica alterado um pouco o projeto inicial onde a FNS faria apenas a segurança externa nos Jogos Olímpicos, mas em função deste contratempo, os militares serão responsáveis também pelas revistas das pessoas que frequentarem as áreas do complexo olímpico.

E para os que dirão que este tipo de coisa acontece apenas no Brasil, cabe lembrar que nos Jogos Olímpicos de Londres houve um problema semelhante a 30 dias das Olimpíadas e os militares ingleses assumiram as funções de segurança do evento.

Publicidade

Já o ministro Alexandre de Moraes sugeriu ao Comitê Olímpico que para as próximas competições reveja a necessidade da contratação de uma empresa particular para fazer o serviço de segurança das arenas. Desta forma, ficaria garantido que imprevistos como estes não mais irão se repetir em eventos esportivos que implicam na circulação de milhares de pessoas. #Rio2016 #Taça Olímpica