Uma foto de um presídio brasileiro está repercutindo nas redes sociais de todo o mundo. Ela mostra dezenas de prisioneiros com celulares na mão. Alguns parecem mexer na internet, enquanto outros falam no aparelho telefônico. A Secretaria da Justiça e da Cidadania do Ceará, estado onde o flagra foi realizado, estaria investigando as imagens. O material foi levado para o setor de inteligência da Polícia. No entanto, a Secretaria diz que apesar dos rumores, ainda não é possível dizer 100% de certeza que as imagens foram realmente feitas no estado. Pessoas que divulgaram as imagens, no entanto, dizem que a foto é sim de um presídio da região.

De acordo com o G1, uma das possibilidades é que a foto tenha sido feita na Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto, em Fortaleza.

Publicidade
Publicidade

A Secretaria nega as informações. Um agente penitenciário conversou com o G1 e disse que essa unidade em si está controlada para o uso de celular, mas que unidades vizinhas no mesmo complexo de prisões tem sim prisioneiros que ficam completamente soltos em quadras e pátios. Um vídeo dos presos falando ao celular também foi divulgado na web. O agente diz que as imagens podem não ser recentes, mas que se forem provavelmente o caso aconteceu nas unidades cinco e seis, onde a segurança seria reduzida e os presos ficariam soltos. 

Os presídios brasileiros sempre foram alvo da falta de perícia e segurança, seja pela falta de verba ou de vontade dos governos responsáveis por cada um deles. Até hoje, a questão do celular jamais foi realmente totalmente proibida, nem mesmo pela Justiça. Essa situação se contrasta com outras proibições, como a do WhatsApp, o aplicativo telefônico já foi bloqueado em todo o território nacional diversas vezes.

Publicidade

Atualmente, operadoras telefônicas conseguem vetar o sinal em uma região, mas sempre alguns moradores próximos ficam afetados. De qualquer forma, existem bloqueadores de telefone, mas esses são pouco usados em presídios brasileiros. Pelo visto, alguém quer deixar os presos se comunicarem com o lado de fora.  #Crime #Investigação Criminal