De acordo com Polícia do Rio de Janeiro, o suspeito de matar a dona de casa na frente da própria filha seria namorado dela. A família nega e revela que a mulher, Christiane de Souza Andrade, 46 anos, teria um relacionamento há dois anos com outro homem. Christiane foi assassinada a facadas no pescoço ao lado da filha, de apenas sete anos. O vídeo com a menina desesperada após tentar o socorro à mãe rapidamente viralizou nas redes sociais. O suspeito do assassinato é Rojelson Santos Baptista, de 36 anos. Ele teria confessado que é o autor do #Crime à Polícia e disse também que tinha um relacionamento com a mulher. 

Wallace, de 27 anos, que é filho da vítima, disse que pretende processa o estado e que a suposta relação extraconjugal de sua mãe é uma mentira.

Publicidade
Publicidade

"Eu vou procurar os meus direitos. Nunca vi esse homem e a informação de que minha mãe teve um relacionamento com ele é mentirosa", disse ele ao jornal carioca. Ele, no entanto, preferiu não comentar muito sobre o caso, pois está muito abalado. Quem também negou o relacionamento de Christiane com o seu suposto assassino foi o tio dela, Tobias Silveira, de 68 anos.

A única coisa que ele confirmou é que a vítima conhecia o homem, pois eles moraram no mesmo prédio. O homem, que é pedreiro, teria prestado serviços para a mulher no passado. A filha dela, que aparece desesperada e cheia de sangue no vídeo do socorro após o crime que foi compartilhada nas redes sociais também confirmou que o homem foi o que esfaqueou a mãe.

O caso tem gerado debate no Rio de Janeiro. Para muitos cariocas, a informação do suposto enlace amoroso é uma forma de tentar tirar a atenção sobre o crime no Rio e a alta violência na cidade a vinte dias das Olimpíadas.

Publicidade

"A mulher leva uma facada no pescoço e a culpa é dela? Só faltam dizer isso. Essas alegações são um absurdo", disse um internauta. 

A #Morte da mulher e o atendimento dado em um hospital do Rio já repercutem em todo o mundo. A imagem da garota cheia de sangue no corpo também foi capa dos principais jornais.  #Investigação Criminal