Quem nunca foi barrado em uma porta eletrônica e passou por constrangimento ao tentar entrar em um banco? Pois é, isso acontece diariamente, com muitas pessoas, no Brasil inteiro. E o pior é que, muitas vezes, as pessoas têm que abrir as bolsas e provar que não estão carregando nada de metal, no máximo umas moedas, chaves ou mesmo o celular.  Para as mulheres, essa situação é mais constrangedora ainda, visto o tanto de coisas pessoais que carregam nas bolsas, e, na maioria das vezes, não há boa vontade nenhuma dos seguranças em ajudar.

Durante esta semana está sendo compartilhado um vídeo nas redes sociais, onde um homem fica muito revoltado ao tentar entrar em uma agência do Banco Itaú, em Foz do Iguaçu, no Paraná, e além de ser barrado pela porta eletrônica e mostrar que não carregava nada que o impedisse de entrar, ouviu de um segurança que era para ele tirar a roupa.

Publicidade
Publicidade

E foi isso o que ele fez, ficou totalmente nu na porta do banco.

A situação constrangedora teria ocorrido na última quinta-feira (14), mas somente agora as imagens foram veiculadas no Twitter e Facebook. No vídeo, é possível observar que o cliente está muito revoltado e nervoso com o segurança.

O homem, nervoso, chega a falar para o segurança,  que não é moleque, nem criança, e que já que ele o mandou tirar a roupa para entrar no banco, ele tirou. O homem fala ainda que o segurança o desrespeitou, que é um cara sério e que não tinha vergonha de tirar a roupa. Ele ainda se dirige às pessoas que assistem à cena e fala que era para gravar mesmo e colocar na #Mídia, que ele iria processar o banco pelo constrangimento.

O Banco Itaú Unibanco informou, através de uma nota, que o segurança envolvido na situação foi afastado e que lamenta o constrangimento sofrido pelo cliente na última quinta-feira.

Publicidade

Que a instituição financeira preza, acima de tudo, o bem-estar e a segurança de todos os clientes e dos colaboradores e que o caso está sendo avaliado por uma comissão interna.

A polícia civil informou que não foi registrado nenhum boletim de ocorrência em relação ao ocorrido. #Curiosidades #Casos de polícia