Nesse fim de semana, uma das notícias mais comentadas da internet foi o sumiço do jornalista Jorge Kajuru. Ele tem 55 anos. De acordo com o assessor do profissional da mídia, Marco Paim, o repórter não morreu, assim como chegaram a noticiar alguns veículos de comunicação. O relato foi dado na manhã desta segunda-feira, 04, ao jornal carioca 'Extra'. O sumiço do repórter já é tratado até como "golpe de marketing", devido ao sumiço e aparecimento repentino.

O fato de Jorge desaparecer fez até com que seus amigos agissem e pedissem ajuda. Até o apresentador César Filho, da TV Record, usou as redes sociais para contar que o jornalista estaria sendo ameaçado.

Publicidade
Publicidade

O Facebook oficial de Jorge também publicou algumas matérias sobre o fato. Uma delas, inclusive, foi da Blasting News. 

Marco Paim disse que o comunicador está passando bem e agradeceu a Deus por nada de ruim ter acontecido com ele. O profissional já teria, inclusive, usado ele mesmo o Facebook para contar que está vivo. No entanto, Kajuru não deu detalhes sobre o que pode ter feito ele sumir. O advogado do repórter chegou a dizer ao UOL que ele estava em São Paulo, depois iria ao Rio de Janeiro e terminaria a viagem, que teria o intuito de cuidar de um problema na vista, na cidade onde mora, Goiânia. No entanto, o jornalista não teria sequer ido ao Rio. Não há informações de onde ele estivesse até o fechamento desta reportagem. 

Teria sido o próprio Kajuru que usou na madrugada desta segunda um perfil no Facebook.

Publicidade

Ele agradeceu vários nomes e também a imprensa, que deu grande destaque ao assunto. "Primeiro vou contar detalhes pra justiça e sem show. Vida!" e "Duro é passar o que passei , e ter que ouvir certos comentários aqui. Mas nada mais me derruba, nem a morte", escreveu ele. 

De acordo com o Extra, a Delegacia de Investigações Criminais de Goiás cuidará do caso. Um representante da entidade disse que abriria um registro de ocorrência para entender o que teria acontecido com o polêmico apresentador. E você, o que acha que houve?  #Crime #Investigação Criminal