Esta terça-feira, 05, foi mais um dia em que o Partido dos Trabalhadores (PT) perdeu mais uma importante batalha na Justiça. De acordo com a 'Folha de São Paulo', mais de R$ 102 milhões foram bloqueados das contas da legenda que elegeu a presidente afastada Dilma Rousseff. A ação é assinada pelo juiz Paulo Bueno de Azevedo. Além dos bloqueios da conta do partido, contas ligadas a integrantes da sigla também foram alvos da paralisação de qualquer tipo de movimento, como a que envolve a do ex-tesoureiro João Vaccari Neto, que foi preso no ano passado na Operação Lava-Jato.

O bloqueio, no entanto, faz parte da Operação 'Custo Brasil', que prendeu recentemente o ex-Ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

Publicidade
Publicidade

As contas de Paulo também foram alvos da ação da Justiça e o valor que está nelas também não pode ser utilizado. Para motivar a ação, a justiça disse que dois delatores em períodos diferentes informaram que o ex-tesoureiro do #PT manipulava toda a propina saída de órgãos públicos e que era justamente a legenda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma das maiores beneficiadas.

De acordo com a Polícia Federal, o Ministério do Planejamento teria superfaturado R$ 102 milhões no período em que Paulo Bernardo ficou à frente da pasta, envolvendo os anos entre 2005 a 2011. Par ao juiz as pessoas e o Partido dos Trabalhadores tiveram participação direta no esquema que desvio dinheiro de créditos consignados dos servidores federais, que envolve a empresa de tecnologia Consist. 

As investigações apontam que a legenda de Dilma ajudou a esconder o dinheiro.

Publicidade

O bloqueio pode deixar Rousseff na míngua na luta contra o próprio afastamento.  Isso porque a petista precisa de dinheiro para viajar por todo o país e o seu "clube partidário" já não andava bem de finanças. Recentemente, o Partido dos Trabalhadores fez uma "vaquinha virtual" para que a presidente afastada pudesse viajar por todo o país. Em dois dias, os petistas deram mais de R$ 500 mil para Rousseff. Em troca, eles ganharam um vídeo igual para todos de agradecimento. #Dilma Rousseff