A #Justiça voltou a suspender as atividades do Whatsapp no Brasi, e mais uma vez pegou os milhões de brasileiros que utilizam os serviços do aplicativo de surpresa.

A determinação foi feita por uma juíza do Rio de Janeiro, que autorizou a suspensão depois que o Facebook se negou a ceder algumas informações que seriam de extrema importância para uma investigação policial.

Nesta terça-feira (19), foram enviadas notificações oficiais para as empresas de telefonia celular, informando sobre a suspensão do acesso ao app. O que se espera é que a suspensão seja cumprida ainda hoje, apesar de o prazo final ainda não ter sido oficialmente divulgado a imprensa.

Publicidade
Publicidade

Outros bloqueios

Não é a primeira vez que o aplicativo tem seus serviços bloqueados no Brasil. O último bloqueio ocorreu em maio deste ano, e foi autorizado por um juiz do interior de Sergipe.

Mais uma vez o Facebook teria se negado a fornecer informações que seriam importantes para ajudar a solucionar vários crimes na região. E mesmo depois ser condenado a pagar multas diárias, o Facebook, que é a empresa que gerencia o aplicativo, se negou a obedecer a Justiça e não forneceu as informações solicitadas, o que acabou levando a Justiça a suspender os serviços do aplicativo.

O caso gerou comoção nacional, milhares de usuários que dependem dos serviços do #WhatsApp, como pizzarias, restaurantes, lojas, rádios, entre outras empresas que acabam usando o aplicativo para se comunicar com seus clientes, tiveram uma queda nos serviços.

Publicidade

No entanto, outros aplicativos, como o Telegram, principalmente, ganharam milhões de novos usuários com este bloqueio temporário.

Como burlar

Como brasileiro é criativo e encontra um meio pra tudo, rapidamente se popularizaram os aplicativos de VPN, uma sigla do inglês para “Rede Virtual Privada”. Ele permite que usuários acessem o Whatsapp, mesmo com as operadoras de telefonia bloqueando o acesso. Essa acabou sendo uma saída para muitas pessoas que não quiseram migrar para um novo app e continuar usando o Whatsapp normalmente.