Nome da política importante podem estar atrás de supostas ameaças ao jornalista Jorge Kajuru. Ele sumiu neste fim de semana, quando amigos ficaram preocupados e chegaram a dizer que até a Polícia teria sido chamada. Nesta segunda-feira, 04, o comunicador conversou com o portal de notícias UOL e negou um "suposto sequestro", que chegou a ser relatado por alguns blogs. Páginas chegaram até a dizer que um corpo encontrado poderia vir a ser do profissional da mídia, mas a informação foi negada pela Polícia do local onde o suposto cadáver foi achado. O jornalista disse que decidiu sumir por um tempo, pois estaria sendo ameaçado depois de denunciar o governador goiano, Marconi Perilo, além do polêmico Carlinhos Cachoeira, que chegou a ser preso novamente na semana passada. 

Na internet, Kajuru chegou a dizer que só prestaria esclarecimentos à justiça.

Publicidade
Publicidade

O repórter teria informado que vai se reunir com o procurador Mário Lúcio, do Ministério Público Federal de Goiás para falar sobre as ameaças que teria sofrido. No entanto, a assessoria do órgão teria negado ao UOL que saiba sobre qualquer reunião. Na entrevista ao portal, o jornalista lembrou que em 2002 teve que sair do estado porque pessoas disseram que ele sofria ameaças. Ele lembra que ficou pelo menos 15 dias sumido. 

Segundo o apresentador, outro jornalista teria sido morto com sete tiros no centro de Goiânia e um segundo profissional foi agredido, tendo costela quebradas. "Fiz minha mala, chamei dois seguranças, que são ex-policiais e falei: 'Não temos prazo para voltar'", revelou ele ao sábado. Segundo ele, por ser jornalista necessitou tomar essa providência como modo de segurança.

Publicidade

Ele nega ainda que seja um fugitivo da lei e que só estava realizando seu trabalho. Na conversa, ele chegou a revelar que estuda a possibilidade que vá mudar de cidade.

Diferente do que noticiamos, Kajuru diz que é casado. Segundo ele, sua mulher mora no Rio de Janeiro, mas ele não teria tanto medo das represálias, pois não teria outros parentes.  #Crime #Investigação Criminal