De acordo com uma fonte ligada a atriz e modelo Luiza Brunet, 54 anos, ela pretende entrar com um processo contra o empresário Lírio Parisotto. Ela acusa o seu ex-companheiro, de 62 anos, de espancá-la. A ex-companheira de passarelas da apresentadora Xuxa Meneghel contou ao jornal 'O Globo' que Parisotto quebrou quatro costelas dela durante uma violenta briga no apartamento do empresário em Nova York, nos Estados Unidos.

Em 2012, de acordo com a Revista Forbes, Lírio era um dos homens mais ricos do país e do mundo. A fortuna dele chegava a 2,4 bilhões de dólares, algo próximo a R$ 9 bilhões. Na época, ele era o 601º mais rico de todo o planeta.

Publicidade
Publicidade

Ele ganhou esse dinheiro todo investindo nos mais diversos tipos de negócios. 

Caso Luiza Brunet vá mesmo para a justiça contra o ex-companheira, a punição contra ele sendo comprovada, pode até levar à prisão. O Brasil possui a Lei Maria da Penha, que ajuda as mulheres contra os crimes domésticos. Bastaria saber como funcionaria a legislação, já que o suposto #Crime teria acontecido fora do Brasil. O empresário ainda não comentou as acusações. O mais provável mesmo é que a ex-modelo, comprovando tudo o que ocorreu com ela, possa receber uma indenização milionária relativa a danos morais. 

Segundo Luiza, além de quebrar suas quatro costelas, o empresário deu um soco em seu olho e a chutou. No momento dos chutes, ela estava sentada em um sofá, caindo violentamente no chão. Ameaçando gritar por socorro, Brunet conseguiu controlar o companheiro com quem vivia há cinco anos.

Publicidade

Ela então se trancou no quarto e na manhã do dia seguinte saiu escondida, voltando ao Brasil.

Ao chegar no país, ela fez uma queixa no Ministério Público de São Paulo. Além disso, Luiza Brunet teria passado por um exame de corpo de delito do Instituto Médico Legal (IML). O órgão não foi procurado pelo jornal 'O Globo' para esclarecer as supostas agressões. A ex-modelo disse que se sentia muito constrangida por falar sobre o espancamento. Já existiam rumores das brigas entre o casal, mas nada nesse nível.  #Investigação Criminal