Bin Laden mesmo morto é um nome que provoca arrepios em muitos americanos. Talvez isso ajude a explicar porque o xará dele, MC Bin Laden, não poderá pisar em terras americanas. De acordo com uma matéria publicada nesta quarta-feira, 20, pelo G1, o rapper foi proibido de entrar nos Estados Unidos. Com isso, um show que ele realizaria neste sábado, 23, acabou simplesmente sendo cancelado. Com isso, a vida não segue tão "tranquila" ou "favorável" para o funkeiro, que pelo menos por enquanto, não poderá começar a carreira internacional. 

De acordo com as primeiras informações, quem barrou a entrada de Bin Laden nos Estados Unidos foi o consulado americano no Brasil.

Publicidade
Publicidade

Ele realizaria uma apresentação no Museu de Arte Moderna de Nova York, mesma cidade que no dia 11 de setembro de 2001 foi vítima do maior atentado terrorista em solo americano, quando as torres gêmeas do World Trade Center foram atingidas por duas aeronaves carregadas de passageiros. O atentado foi reivindicado na época pela desconhecida al-Qaeda, que tinha o comando de Osama Bin Laden, morto anos depois pelo Exército americano. 

O G1 disse que conversou com empresários do cantor brasileiro. Eles disseram que tudo o que era necessário para o visto foi entregue. O documento chegou a ser liberado, mas durante uma melhor análise houve um empecilho, que cancelou a presença do artista de nosso país nos Estados Unidos. Os empresários do funkeiro preferiram não dar mais detalhes sobre o que aconteceu 

É bom lembrar que Bin Laden, o cantor, está em uma rotina intensas de shows, já tendo viajado para diversos países da Europa.

Publicidade

O G1 tentou entrar em contato com o Consulado dos EUA no Brasil, que até a publicação da reportagem ainda não havia se pronunciado. Não se sabe ainda se o nome do músico  teria alguma coisa a ver com sua proibição, mas essa hipótese logo virou um dos assuntos mais comentados da internet.

Recentemente, o filho do terrorista que usava o mesmo nome do funkeiro, jurou vingança ao Estados Unidos por ter matado seu pai.  #Terrorismo