A humorista Cláudia Rodrigues falou pela primeira vez na televisão neste domingo, 24, sobre um grave atentado que sofreu na semana retrasada na cidade de Curitiba, no Paraná. Além da comediante, quem estava com ela durante um assalto violento eram sua filha, Isa Hieatt, e a empresária que gere seus trabalhos, Adriane Bonato. As três mulheres foram ameaçadas de forma dura e quase morreram. Adriane chegou a dizer que a dupla só não matou elas porque um dos bandidos teria reconhecido Cláudia durante a atividade criminal. Ele seria fã da mulher que protagonizou séries como 'A Diarista'. 

A entrevista dada dessa vez por Cláudia foi ao programa 'Domingo Espetacular', da TV Record.

Publicidade
Publicidade

Ao canal de Edir Macedo, ela falou sobre a recuperação ainda do transplante de células-tronco. A medida foi usada para tentar reverter um quadro já avançado  de esclerose múltipla. Rodrigues revelou que um dos homens chegou a mostrar uma arma para a filha dela. Foi nesse instante que ela pediu aos bandidos que a matassem e poupassem a vida de sua filha. A comediante revelou que mais uma vez viu a morte de perto. 

Por conta do atentado, ela teve o pé e ossos de um dos membros inferiores quebrados. Rodrigues foi vista andando de cadeira de rodas em um aeroporto do Rio de Janeiro, o que preocupou muitos dos seus seguidores.  "Eu tirei a máscara e pedi pelo amor de Deus, 'me mata, mas deixem ela (sic), porque ela tem uma vida pela frente, não pode morrer agora'", relembrou ela sobre o dia que ficará marcado para sempre de forma negativa em sua vida. 

Ao falar sobre o fato de ver a filha entre a vida e a morte, Claudia Rodrigues não segurou as lágrimas.

Publicidade

Ela chorou copiosamente e teve dificuldades de narrar o momento grave de violência que sofreu. Longe das TVs por conta da doença, a comediante não tem mais contrato com a Rede Globo ou com qualquer emissora. No entanto, a TV Globo ainda pagaria um plano de saúde para sua ex-contratada e estaria pensando até em reprisar 'A Diarista' na 'Sessão Comédia', exibida aos sábados antes do 'Estrelas'.  #Crime #Investigação Criminal