Um caso está gerando grande revolta nas redes sociais. Um médico após atender um paciente humilde no Hospital Santa Rosa de Lima, em Serra Negra (SP), decidiu zombar do homem que acabava de entrar em seu consultório. O que ele não esperava é que a forma como escolheu para fazer isso, a internet, acabasse gerando um ato contra ele mesmo. De acordo com informações do portal de notícias G1 em reportagem publicada nesta sexta-feira, 29, o profissional das imagens é Guilherme Capel. Ele registrou uma foto após o atendimento, na qual escreveu em um receituário médico: “Não existe peleumonia e nem raôis”.

A postagem foi feita vinte minutos depois do plantonista ter atendido um mecânico de 42 anos, identificado como José Mauro de Oliveira Lima.

Publicidade
Publicidade

O homem por falta de condições financeiras estudou apenas até o segundo ano do ensino fundamental, não conseguindo falar algumas palavras de forma correta. Por conta disso, ele foi ao hospital acompanhado pelo filho de criação, Claudemir Thomar, de 25 anos. O médico após avaliar os exames disse que o mecânico estava com pneumonia. Sem conhecer a palavra, o homem o questionou dizendo como se tratava a 'peleumonia". 

De acordo com o enteado do paciente, o médico então passou a não ser muito profissional e começou a dar risadas da situação. Ele disse que jamais desconfiou que o médico iria debochar de seu padrasto na internet. ."O que ele fez foi absurdo. O procurei e escrevi para ele na rede social que, independente dele ser doutor, não existe faculdade para formar caráter", disse o jovem revoltado. 

Ele informou ainda que o médico não quis falar com a família depois do episódio.

Publicidade

Além dele,  duas pessoas do hospital acabaram sendo afastadas pela situação. Muita gente ficou irritada com o fato do profissional da saúde não entender que muitas pessoas não puderam ter uma boa educação. Não só isso, o fato dele ter procurado uma rede aberta para fazer piada com a situação Segundo o G1, o plantonista disse que não tinha o intuito de ofender o mecânico.  #Crime #Investigação Criminal