O presidente interino #Michel Temer declarou nesta sexta-feira (29) estar preparado para ser vaiado na abertura da Olimpíadas no Rio de Janeiro. Segundo uma reportagem publicada no site do jornal Zero Hora, Temer disse que tem que estar presente para cumprir o dever institucional.

Vale ressaltar que durante a abertura da Copa do Mundo de 2014, a presidente afastada Dilma Rousseff foi vítima de vaias e xingamentos.

A expectativa do Planalto é que Michel Temer faça uma declaração rápida na abertura dos Jogos Olímpicos, no dia 5 de agosto, próxima sexta-feira. O presidente interino disse que a imagem do país não será afetada pelo fato de estar tramitando o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Publicidade
Publicidade

Neste sábado (30), Michel Temer vai ao Rio de Janeiro para inauguração da linha do metrô e depois deve fazer uma visita ao governador, Luiz Fernando Pezão, que está em tratamento contra um câncer. O presidente em exercício também cogitou participar de uma recepção aos atletas brasileiros no domingo (31), mas até agora nada foi confirmado.

Sobre a preparação das forças de segurança, Temer disse que durante a Copa do Mundo de 2014 havia a mesma preocupação de ataques terroristas, entretanto a segurança foi reforçada com sucesso. “Espero que nas Olimpíadas aconteça o mesmo” disse o presidente em exercício.

Temer defendeu as ações da Polícia Federal que prendeu suspeitos de ligação com o terrorismo.

Outro que afirmou estar preparado para vaias foi o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que declarou que o momento atual do Brasil não é ideal para sediar uma #Olimpíada, já que estamos em uma #Crise política e econômica.

Publicidade

“O que estamos fazendo é um milagre”, afirmou o prefeito sobre a entrega do evento.

Eduardo Paes ainda comentou o fato de delegações de alguns países se queixarem das acomodações. Segundo ele, foi um problema de gestão e que os apartamentos destinados aos atletas foram invadidos. Privadas e luminárias foram roubadas ao longo de três meses. “As portas ficaram meio abertas, foi falta de atenção”, disse.