Não é novidade para quase ninguém que o presidente da república interino, Michel Temer (PMDB), além de político, é escritor. De acordo com a imprensa especializada  na área, o governante falou hoje, dia 15 de julho, que irá escrever um romance após o término de seu mandato que promete emocionar muitas pessoas. Contudo, o governante fez suspense e não revelou do que vai se tratar a obra. As informações são do jornal impresso O Estado de São Paulo.

"Eu tinha dor de cabeça no passado e hoje não tenho tido nem tempo para isso", disse.

O presidente que está ocupando o lugar de Dilma Rousseff (PT) já escreveu outra obra, um livro de poesias intitulado "Anônima Intimidade".

Publicidade
Publicidade

#Michel Temer é formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e também já exerceu a profissão de professor universitário, tendo lançado "Território Federal nas Constituições Brasileiras", publicada pela Revista dos Tribunais.

Como o brasileiro não perdoa, a vida de escritor do presidente chegou a virar piada na internet com a criação de um perfil do Twitter chamado "Temer Poeta", em que o criado faz postagens usando os versos do governante para exemplificar momentos atuais da história política do país.

Eleições e mudanças

De acordo com o site UOL, Temer ficou mais tranquilo após o resultado das eleições para presidente da Câmara dos Deputados, em Brasília. A saída de Eduardo Cunha (PMDB), que chegou a chorar para todo o Brasil, afirmando ter sido injustiçado, mudou o clima do #Governo, que agora deverá firmar novas alianças e fortalecer as antigas dentro do Congresso Nacional.

Publicidade

Temer falou em entrevista que não se sente mal ao ver Dilma Rousseff estampando as paredes do Palácio do Planalto, já que a foto dela permanece no local, mesmo após o afastamento para ser investigada por crime de responsabilidade.

"Quem está nesta posição tem de estar acima destas coisas", explicou.

A família de Temer mudou-se recentemente para Brasília. A chegada de sua mulher, Marcela, acabou alterando a frequência dele nas reuniões noturnas no Palácio do Jaburu. Temer disse que ela não gosta de encontros até tarde da noite e que está evitando isso. #Crise-de-governo