Nesta segunda-feira, 25, um fã da presidente afastada Dima Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (#PT), acabou virando vítima de uma tragédia. De acordo com informações do G1, a petista fazia uma viagem ao estado de Sergipe, no Nordeste brasileiro para falar do processo de impeachment durante a Jornada Nacional Pela Democracia. Na cidade de Aracaju, ela fez um discurso na Praça General Valadão. Um homem então queria ver e ouvir melhor tudo o que ela falava. Por isso, ele teve uma ideia muito ruim, subir em um poste de eletricidade. 

Um vídeo mostra o exato momento em que o homem sobe no poste e é eletrocutado. O petista começa a pegar fogo e é arremessado longe.

Publicidade
Publicidade

Nas redes sociais de Dilma, ela confirma que esteve em Aracaju, mas não fez qualquer nota de pesar sobre a #Morte de seu eleitor. Ele teria subido na estrutura para tentar acompanha o discurso da petista. O homem chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU.

O homem que não teve o nome identificado tinha apenas 25 anos de idade. Após o grave choque, ele teve uma parada cardíaca. Além disso, com a forte explosão e queda no chão, o petista também foi vítima de traumatismo craniano, não resistindo e falecendo ainda no local. Antes de morrer, o homem parecia bem alterado, como se tivesse ingerido muita bebida alcoólica. 

Homem parecia não se importar com perigo da rede elétrica

Um dos vídeos compartilhados nas redes sociais mostra que outros manifestantes e populares alertaram ele do perigo.

Publicidade

O petista parecia não se importar. Ele chegou a abanar uma camisa vermelha enquanto estava em cima do poste e se pendurou no local fazendo graças, até que tudo explodiu e ele faleceu. 

Enquanto o locutor da festa anunciava a entrada da presidente no palco, aos gritos de “viva a Presidente Dilma”, os manifestantes a favor de Rousseff pareciam não acreditar na cena que aconteceu. 

Veja abaixo um dos vídeos que mostra o momento em que o homem leva um choque e é eletrocutado. Atenção, as imagens são muito fortes:

#Dilma Rousseff