O coordenador nacional do MST, Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, João Pedro Stédile deu uma entrevista publicada nesta semana pelo site 'Brasil 247', voltado ao público que apoia à presidente afastada Dima Rousseff, do Partido dos Trabalhadores, em que revela acreditar que ainda é possível barrar o impeachment. O coordenador de um dos maiores movimentos sociais do país usa o mantra do #PT e diz que o impedimento é um "golpe". Para tentar evitar a deposição da petista, que pode acontecer já no final de agosto, o MST pretende tentar convocar um greve geral e até uma manifestação que pode "estragar" a abertura dos jogos olímpicos do Rio de Janeiro, marcada para o dia 05 de agosto, uma sexta-feira.

Publicidade
Publicidade

O evento será realizado a partir das 20h (horário de Brasília) no estádio do Maracanã. 

O representante do movimento social que defende Dilma diz que a mobilização é precisa. Ele argumenta que o presidente em exercício Michel Temer, do PMDB, pode tirar benefícios importantes que teriam sido dados durante a era PT, somando aí também principalmente os trabalhos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para Pedro Stédile, setores como saúde, educação e moradia seriam os mais prejudicados. Ele informou que nos próximos dias 19 e 20 haverá um tribunal que terá como objetivo "julgar golpistas". Esse juri terá sete personalidades do mundo e acontecerá no Teatro Oi Casagrande, no Rio de Janeiro.

O que for decidido por essas pessoas da esquerda será levado para o Supremo Tribunal Federal (STF) e para os Senadores.

Publicidade

"Queremos ainda organizar uma grande marcha no dia 05 de agosto na abertura das Olimpíadas aproveitando que estarão na cidade mais de 20 mil jornalistas", disse ele revelando o plano até então visto como secreto de tentar chamara a atenção para um evento político durante a jornada esportiva da cidade maravilhosa. A própria votação contra Dilma tem previsão de acontecer nos últimos dias dos jogos, o que também pode mobilizar a atenção do noticiário internacional. E você, o que acha desses protestos para atrapalhar os jogos e defender Dilma?  #Dilma Rousseff