O Rio de Janeiro viverá daqui a pouco mais de 20 dias um evento que ficará marcado para sempre na história do estado e também do país. Mesmo assim, faltando poucas horas para o início da festa, eventos tristes acontecem na cidade um dia chamada de maravilhosa. Nesta terça-feira, 12, por exemplo, uma passageira saiu sem o braço ao tentar embarcar na estação da Penha Circular, na Zona Norte. De acordo com informações do jornal 'Extra', a mulher seria Jeyse M. de Souza. Ela tentava embarcar, quando caiu no espaço entre o trem e a plataforma. O trem que ela pegaria ia em direção à Centra do Brasil. Imagens que foram divulgadas nas redes sociais exibem a passageira já sem uma parte do braço, enquanto outras pessoas tentavam ajudar-la. 

Os trens do estado são administrados pela SuperVia.

Publicidade
Publicidade

As estações não possuem a mesma distância entre o trem e a plataforma. Muitas vezes o vão é tão grande que pessoas tem dificuldade de embarcar. Acidentes como esse, infelizmente, não são uma raridade. A mulher que perdeu o braço já começa a estampar jornais do exterior, que veem com preocupação o desprezo das autoridades públicas. O trem é uma das opções para chegar a alguns lugares onde acontecerão as competições olímpicas. 

Em nota, a SuperVia diz que o Corpo de Bombeiros e a Polícia Ferroviária foi chamada. Eles teriam tomada as providências cabíveis. Nas fotos que caíram nas redes sociais, nenhum funcionário da empresa é visto.  A SuperVia disse ao Extra que a passageira foi levada para o hospital mais próximo da região, o Getúlio Vargas. Por conta do atendimento à passageira, uma das linhas ficou interrompida por alguns minutos, mas depois o serviço foi sendo normalizado. 

A empresa diz que uma das suas prioridades é justamente a segurança do passageiro.

Publicidade

No entanto, é bastante comum, por exemplo, ver composições andando com as portas abertas, especialmente em ramais auxiliares, como os que levam moradores da Baixada Fluminense para o Centro do Rio de Janeiro. Além disso, a SuperVia está envolvida em várias polêmicas.  #Crime #Investigação Criminal