A brasileira Marcela Tavares virou um dos assuntos mais lidos da imprensa de sua terra, o Brasil, nesta terça-feira, 26, após falar mal do país no estado de Nova York, nos Estados Unidos. A moça que ganha a vida publicando vídeos no Youtube e no Facebook é conhecida por fazer graves crises ao cenário político e econômico de nosso país. A forma como ela faz isso, no entanto, divide opiniões. No sábado, 23, ela aprendeu uma dura lição, por mais problemas que o Brasil possa ter, quem sai daqui continua a amar o seu país. Talvez ela não esperasse um povo tão patriota ao começar seu suposto discurso engraçado chamando a pátria amada de merda. 

Marcela abriu o show da banda de rock Skank, que prefere não comentar o que ocorreu em Nova York.

Publicidade
Publicidade

Pouco mais de um minuto depois dela subir no palco e tentar piadas que não davam certo, o público começou a vaiá-la. A piadista decidiu tentar continuar, mas não deu tão certo. A repetição da tática das redes sociais não funcionou no mundo real. Até mesmo americanos, que também tinham ido ver o show da banda brasileiro, uniram-se ao coro contra a mulher que falava de maneira dura contra o seu país. "Seja patriota", gritou um homem segundos antes de Marcela abandonar o palco com "boa noite" e ir embora.

Antes disso, no entanto, ela tentou argumentar que se os brasileiros estavam ali, tão longe de suas terras natais, era porque o país não ofereceu boas oportunidades para todos. Não deu certo. O povo continuou a vaiar a comediante e para não estragar o show, ela simplesmente foi embora. 

Horas depois de tudo acontecer, ela chegou a publicar um vídeo chorando após a humilhação.

Publicidade

Nas imagens, ela diz que ama o seu país e que por isso é tão crítica. No Facebook, ela continua a falar fortemente contra os políticos brasileiros. Alguns de seus vídeos chegam a ser retirados do ar devido ao grande número de denúncias. "Derrubaram meu vídeo! Estão querendo calar a minha boca e fingir que está tudo bem no Brasil. Não vai adiantar! Estou colocando no ar de novo e preciso da ajuda de vocês pra que o alcance dele seja ainda maior. NÃO VÃO ME CALAR!!!!!", disse ela após uma suposta censura.  #Internet #EUA