O apresentador e jornalista William Waack é conhecido pelos seus discursos políticos durante o 'Jornal da Globo'. Ele quase sempre usa o espaço do telejornal que leva o nome da emissora da família Marinho para fazer observações e críticas sobre o que acontece no cenário político nacional. Para muita gente, William nunca gostou da hoje presidente afastada Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT). Nessa semana, durante uma retrospectiva do mandato da presidente, um vídeo voltou à tona e mostra o que seria o âncora noturno mandando a ex-chefe de estado brasileira calar a boca. 

As imagens não são de agora, nem por isso, elas perdem a atualidade.

Publicidade
Publicidade

Dilma disputava a campanha eleitoral de 2010. Naquele tempo, ele nem mesmo ainda era presidente. A petista, com o forte apoio do ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva tentava vencer o primeiro pleito. Naquele ano, ela sequer imaginava que o seu destino seis anos depois seria o processo de impeachment. Durante uma reportagem sobre o dia a dia dos candidatos, por um erro de áudio que acabou vazando, é possível ouvir Waack com uma voz bem irritada e sem paciência dizendo "manda ela calar a boca". No momento da fala, a hoje presidente afastada fazia um discurso acusando os demais candidatos.

Não é possível dizer com 100% de certeza se a fala de Waack teria sido para Dilma. Na época, ele evitou se pronunciar sobre o assunto, que causou muita polêmica. Naquele tempo, o ex-presidente Lula era muito popular e conseguiu fazer sua aliada vencer até com uma certa facilidade.

Publicidade

Anos depois o contexto é outro. Lula está cada vez mais isolado na política. Até mesmo os petistas já não dão o apoio de antes. A única região mais favorável à legenda é o Nordeste brasileiro, conhecida por ter mais apoio de benefícios sociais justamente por ser a mais pobre do país. Mesmo assim, até mesmo por lá, a coisa não anda fácil, especialmente depois que o presidente em exercício Michel Temer aumentou além do previsto o Bolsa Família. 

Veja o vídeo de 2010 que voltou a repercutir no Brasil:

#PT #Dilma Rousseff