Um caso envolvendo o crime de uma família está chocando todo o país. Isso porque um pai teria confessado ser o assassino do próprio filho. Ele teria matado a criança na cidade de Peruíbe, em São Paulo. No entanto, nesta sexta-feira, 18, depois de ter fugido, ele decidiu se entregar à Polícia. A prisão ocorreu na cidade de Itanhaém. Depois de se entregar, o homem passou por interrogatório e acabou sendo presos pelas autoridades. O nome do homem, segundo o G1, é Felipe de Jesus Soares Araújo. Ele tem 32 anos. 

Felipe teria matado o filho depois de bater nele. O garotinho, de nome Rafael, tinha apenas cinco anos. Parentes da criança disseram para a Polícia que o pai ficou irritado porque o filho "daria trabalho demais", especialmente na hora de comer.

Publicidade
Publicidade

O assassinato da criança teria ocorrido no fim de semana, mas a notícia só ganhou destaque no país nesse começo de semana. O pai e a mãe da criança, que não é investigada até então, serão ouvidos novamente pela Polícia. 

O homem teria confirmado que matou o filho durante uma ligação telefônica para a mãe de Rafael. A informação foi dita pela madrinha da criança, identificada como Luciana pelo G1. Ela tem 34 anos. Não se sabe ainda se o pai do garitinho está sozinho ou com outros presos na casa de detenção. No entanto, geralmente, os policiais evitam juntas acusados de crimes como esse com outros detentos, especialmente quando a pessoa já vai para o presídio.  

A ação ocorre porque presos não costumam gostar de detentos que matam filhos ou estupram criancinhas. Muitos dos acusados acabam sendo violados na cadeia ou então levam surras.

Publicidade

Até por isso, boa parte das cadeias tem áreas separadas por crimes, evitando que os próprios criminosos tentem fazer uma espécie de justiça com as próprias mãos. Isso, no entanto, nem sempre é possível. 

O #Crime repercutiu bastante nas redes sociais. O menino sorridente teve suas fotos compartilhadas nas redes sociais. Internautas pedem que o crime não acabe em uma impunidade. O jeito é esperar a investigação e o julgamento.   #Investigação Criminal