É difícil de acreditar, mas em Sergipe casos revoltantes de abuso infantil acontecem com muita frequência. Exemplo disso é a história de uma menina que foi vendida pelos seus próprios pais em troca de uma vaca. Ela foi entregue a um homem de 57 anos com o qual teve que se relacionar sexualmente por oito meses, mesmo ainda sendo uma criança.

Além desse caso, a investigação do "Repórter Record" exibido nesta quinta (14), revelou que outras várias crianças passam ou passaram pela mesma situação e são obrigadas a se casar, muitas vezes, mesmo antes de saber o que significa a palavra "sexo". Segundo as estatísticas divulgadas pelo programa, cerca de 90 mil crianças, já vivem como casadas no Brasil, um número que assusta e causa muita indignação nas pessoas.

Publicidade
Publicidade

Na cidade de São Cristóvão, no Sergipe, as crianças são negociadas como produtos. Empresários ricos, pessoas comuns e até mesmo grandes autoridades chegam a alugar chácaras luxuosas com piscinas para passar finais de semana com os adolescentes.

A menina que ainda possui traços infantis e que aparenta ser muito frágil foi vendida pelos seus pais quando ainda era virgem, aos seus doze anos. O comprador, um homem de 57 anos, 44 anos mais velho que a jovem, se chama José dos Anjos. Ao se defender, o "pedófilo" alegou que "a criança que havia se insinuado para ele".

Embora José, um comerciante, seja um homem simples, ele ainda é considerado um dos poderosos da região por ter mais condições financeiras que outras pessoas da cidade. Ao comprar a menina, ele a levou para uma casinha que tinha construído nas terras da família dela e foi ali que os abusos aconteceram.

Publicidade

Ao se confessar para a polícia, o homem ainda revelou que abusava da menina pelo menos duas vezes na semana após se "casar" com ela. As violências duraram oito meses até que o homem foi pego pela polícia. No ato da prisão, José não aparentava remorso e ainda agia como se não tivesse realizado nenhum tipo de #Crime.

Segundo a família da garota, o comerciante chegou a ameaçá-los. Segundo eles, José tinha dito que ao sair da cadeia, iria matar todos. A mãe da menina ficou tão amedrontada que não quis aparecer na reportagem.

José Carlos e Dona Maria, os pais da menina, têm seis filhos, sendo a garota a mais velha, agora com 14 anos. E mesmo negando que a história da vaca tenha acontecido, nos autos do processo consta que o pai recebeu o animal de presente do abusador.

Segundo o juiz da cidade, a menina de 12 anos que foi trocada pela vaca é mais uma das inúmeras vítimas da região que ainda sofrem de uma visão preconceituosa e ultrapassada. Ele ainda afirmou que conseguiu evitar que várias outras negociações do mesmo tipo acontecessem, mas nesse caso, a menina não teve a mesma sorte. #Investigação Criminal #Casos de polícia