Na 40ª sessão do Comitê do Patrimônio Mundial, o título de Patrimônio Mundial da Humanidade foi dado para o Conjunto Moderno da Pampulha pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A decisão foi tomada na madrugada deste dia 17 de julho de 2016.

A sessão ocorreu no Centro de Convenções de Istambul, na Turquia. De acordo com o Ministério da Cultura, a indicação da Pampulha foi feita por consenso dos 21 países que fazem parte do comitê. Com a inclusão do Complexo da Pampulha, o Brasil passa a ter 20 bens inscritos na Lista do Patrimônio Mundial.

Um dos principais pontos turísticos de Minas Gerais, o Conjunto da Pampulha foi encomendado por Juscelino Kubitschek, na década de 40, que na época era prefeito da capital mineira.

Publicidade
Publicidade

O responsável pela criação da obra foi o arquiteto Oscar Niemeyer. O local contou também com a participação de Candido Portinari, que fez o painel que fica fora da Igreja de São Francisco de Assis, e de Roberto Burle Marx, responsável pelo paisagismo. Além deles, Alfredo Ceschiatti, Paulo Werneck, José Pedrosa, Joaquim Cardozo e August Zamoyski.

Fazem parte do Conjunto da Pampulha, que é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), os jardins de Burle Marx, o Iate Golfe Clube, a Igreja de São Francisco de Assis, Praça Dalva Simão, Museu de Arte da Pampulha, que era o antigo Cassino; Casa do Baile e a Lagoa da Pampulha com sua orla.

Embora já seja um dos principais pontos de visitação dos turistas que chegam à capital de Minas Gerais, o novo título deverá chamar ainda mais a atenção dos visitantes.

Publicidade

Com este novo título e atenções ainda mais focadas para o Complexo da Pampulha, as responsabilidades aumentam. A intenção agora é conseguir deixar o local novamente como era quando projetado por Oscar Niemeyer. Para isso, será necessário despoluir a Lagoa da Pampulha e demolir um estacionamento que é anexo ao Iate Tênis Clube. A Prefeitura tem também a intenção de implantar o transporte entre os edifícios do conjunto através de barco. #Turismo #História