Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados, conhecido pela sigla PSTU, sofreu uma ruptura interna nesta semana. Aproximadamente 700 militantes do partido, após uma carta-manifesto, resolveram romper com a sigla. Segundo a Declaração da Direção Nacional do PSTU, a medida tomada pelos “rebeldes” se deu pelas opiniões dadas pela diretoria partidária nos últimos meses, principalmente, em relação ao afastamento da presidente Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (#PT). O grupo que se desligou, defendia que o PSTU deveria ser crítico a questão da defesa do impeachment e, até mesmo, participar das reuniões e atos da Frente Brasil Popular.

Publicidade
Publicidade

No entanto, a direção partidária apoiou por defender o impeachment da presidente e defendeu o seguinte slogan “Fora todos!”.

O partido já vinha sendo ridicularizado antes mesmo da ruptura. Militantes de esquerda, partidários ou independentes, já ironizavam o fato de cartazes integralistas com os mesmos dizeres dos cartazes do PSTU. Além disso, o partido também era fortemente criticado por ter seus cartazes colados e distribuídos em frente à FIESP, local onde dormiam e manifestavam militantes de direita.

Após o desligamento dos, aproximadamente, 700 militantes, as piadas sobre o partido aumentaram. Vídeos, memes e frases irônicas passaram a ser usadas entre os militantes de agremiações críticas ao PSTU. A página de humor político, “Ursinho do Morenismo”, uma das principais páginas de críticas humorísticas ao partido, compartilhou várias imagens e, até mesmo, a produção de um clipe, ironizando o líder do PSTU e agora “solitário” – como brinca a página – Zé Maria.

Publicidade

Dentre os comentários da página, surgiram piadas como “PSTemUm” e “PSTUm”. As brincadeiras surgiam pelo fato do partido já ser pequeno e se apequenar ainda mais com o desligamento de mais de 700 membros.

Todavia, brincadeiras à parte, os militantes que se desligaram do partido e pretendem formar uma nova organização, sofreram algumas críticas nas redes sociais. A principal dela se dá pelo fato desta nova organização ainda defender os mesmos ideais do PSTU, ou seja, o morenismo e o trotskismo, deixando claro que essa ruptura está relacionada a conflitos interiores e não ideológicos. #Eleições #Dentro da política