A pastora Bianca Toledo continua vivendo um dos momentos mais difíceis de sua vida, pois desde a descoberta de que seu filho de apenas 5 anos vinha sendo abusado por seu companheiro, o pastor Felipe Heiderich, ela não consegue mais ter um só dia de paz. Recentemente em seu perfil no Snapchat, Bianca contou um pouco de como anda sua vida atualmente.

Seu filho contou como vinha sendo abusado sexualmente pelo padrasto, que chegou a ser preso, porém já se encontra em liberdade, mas as investigações continuam. A pastora chegou a dizer que não ia falar mais nada sobre este assunto publicamente, mas voltou atrás e se abriu para os fãs.

Publicidade
Publicidade

Um dos motivos que a fez mudar de ideia pode ter sido um vídeo divulgado por seu ex-companheiro que aparece chorando e nega todas as acusações. Indignada, Bianca Toledo resolveu falar novamente sobre esta ferida em sua vida, para afirmar que não se arrepende do que fez e acredita em seu filho.

No vídeo feito através do Snapchat, ela diz que está em "meio a uma peleja" e que tem feito de tudo para se preservar e também ao seu filho, para evitarem que se machuquem ainda mais. A pastora ainda disse que "muitas pessoas são más" e que ela não tem que provar nada para ninguém, pois ela e seu filho são vítimas e que todas as provas já se encontram em poder da Justiça.

Aproveitando a ocasião, onde podia desabafar, a pastora ainda afirmou que muitas mentiradas estão sendo divulgadas a respeito do abuso sexual sofrido por seu filho, inclusive há sites afirmando que não há provas do #Crime e que o laudo comprovando o estupro do garoto não foi aceito pela polícia.

Publicidade

Bianca fez questão de dizer que entrou em contato com a delegada responsável pelas investigações e ela mesma pediu para não acreditar em tudo que é mostrado na internet, porque há muitas mentiras sendo ditas.

Quanto ao filho, a pastora diz que a criança está bem e por ter apenas 5 anos, não faz ideia da gravidade de tudo isto que aconteceu e vem acontecendo. Ela finaliza contando que o filho ficou mais feliz por ter contado esse "segredo", assista ao vídeo e deixe abaixo seu comentário.

#Violência #Casos de polícia