A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu na quinta-feira(29) a comercialização de quatro lotes de extrato de tomate comercializados por várias marcas. A razão para a suspensão foi a descoberta na composição dos produtos de pelo de roedor acima do limite tolerado pela lei. Os fabricantes ficam agora obrigados a fazer o recolhimento imediato dos estoques que ainda se encontram nos mercados.

Os produtos foram analisados pelos técnicos da Anvisa no Laboratório de #Saúde Pública de Santa Catarina. Segundo a legislação, os produtos derivados de tomate podem ter o acréscimo de alguns outros ingredientes desde que os mesmos não ultrapassem alguns limites.

Publicidade
Publicidade

Esse tipo de produto, com tomate na sua composição, pode ter, por exemplo, chocolate ou canela em pó, desde que em quantidades previstas na legislação brasileira.

Depois da descoberta do pelo de roedor em excesso, a Anvisa publicou no Diário Oficial da União a decisão de proibir a venda do produto. Entre as resoluções publicadas, é possível saber quais as marcas e até quando a proibição da venda ficará ativa.

As marcas dos produtos onde foram encontrados os pelos de roedor foram: Amorita, Aro, Predilecta, Elefante e Pomarola. Em relação à Pomarola, é importante referir que ela foi proibida de comercializar o molho de tomate tradicional. A empresa responsável pela fabricação do produto é a Cargill Agrícola.

Reação da Cargill

A Cargill disse que tomou conhecimento da determinação da Anvisa e está trabalhando as medidas para obedecer a determinação da agência.

Publicidade

A empresa garante ainda que cumpre todas as normas e padrões de higiene, afirmando ainda que os lotes analisados não colocam a saúde pública em risco.

Predilecta também reagiu

Outras marcas afetadas pela proibição também reagiram à notificação da Anvisa. A Predilecta afirmou que ficou surpresa com a presença de pelos de roedor em seus produtos, mas informou que já recolheu todos os lotes e está realizando todas as ações legais necessárias.

A marca explicou que opera dentro dos padrões internacionais e que é auditada com regularidade por órgãos reconhecidos em nível mundial.

O que você acha sobre esse assunto? Costuma consumir essas marcas? Vai manter a sua confiança nelas? Escreva a sua opinião nos comentários! #Alimentação Saudável