Boa notícia para as pessoas que desejam participar das festividades e assistir aos jogos da Olimpíada no Rio de Janeiro. Após monitorar mensagens trocadas na internet, principalmente no Facebook e no Twitter, por um grupo de brasileiros que juraram lealdade ao Estado Islâmico, a Polícia Federal realizou na manhã desta quinta-feira (21) uma operação para a prisão deles.

O grupo, com cerca de dez pessoas, planejava agir durante os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro e estariam se organizando para a compra do armamento. A operação secreta foi realizada e organizada pela Divisão Antiterrorismo da Polícia Federal e de acordo com a investigação, os presos são considerados uma célula do Estado Islâmico no país. 

A estratégia seguida pelo grupo é a mesma dos terroristas envolvidos nos ataques em Paris, na França, e em Orlando, nos Estados Unidos.

Publicidade
Publicidade

Os presos, que eram considerados a maior ameaça aos jogos, foram recrutados pela internet e fizeram um juramento de ser leal ao Estado Islâmico.

Através das mensagens, a Polícia Federal descobriu o plano de um #Ataque Terrorista durante os Jogos Rio 2016, além da preparação para a compra do armamento que seria usado. Com a proximidade dos jogos, a PF resolveu ir a campo para prendê-los e a ação foi realizada em mais de um Estado do Brasil. A prisão é considerada preventiva, por isso mesmo, sem data para a soltura dos suspeitos, que não tiveram seus nomes revelados, somente que um dos envolvidos é menor de idade. Também não foram revelados os detalhes dos ataques planejados. 

A polícia descobriu que as ameaças iam muito além da ação dos lobos solitários, na verdade havia uma estrutura muito bem organizada para os ataques.

Publicidade

De acordo com os investigadores, o perfil dos participantes do grupo é de pessoas que se frustraram com o pacifismo das mesquitas no Brasil e se converteram recentemente ao islamismo, através do radicalismo propagandeado pelo Estado Islâmico na internet. A Polícia Federal e a Inteligência Brasileira trabalham com um grupo de 50 suspeitos, incluindo esses dez presos no dia de hoje.  #Terrorismo #Rio2016