A situação da segurança no Rio de Janeiro é extremamente precária. A falta de recursos do estado e a má gestão fizeram com que muitos servidores sequer recebessem o próprio pagamento. Anda assim, gente corajosa foi trabalhar. Vimos bombeiros indo a pé ao trabalho, evitando assim que o povo padecesse com a falta de socorro. No entanto, a crise chegou ao seu auge e nesta segunda-feira, 04, foram os próprios policiais, bombeiros e militares que clamaram por socorro.

Um ato de protesto foi realizado no principal aeroporto do Rio de Janeiro, o Tom Jobim, na Ilha do Governador. É ali que estão chegando jornalistas e turistas de todo o mundo para acompanhar os jogos olímpicos.

Publicidade
Publicidade

No terminal 2 da unidade, o grupo estendeu uma faixa enorme em inglês. "Bem-vindo ao inferno", dizia a frase estampada em uma frase. De preto, os agentes que costumam trabalhar para salvar vidas estavam em completo luto. Eles ainda criticavam o fato da data do pagamento dos salários desse mês ter sido alterada novamente, mesmo depois que o governo federal anunciou um repasse bilionário ao estado.

O presidente em exercício Michel Temer, do PMDB, doou R$ 2,9 bilhões. O dinheiro é suficiente para pagar pelo menos um mês e meio do pagamento dos servidores estaduais. A crise no estado é tão grande que o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse que cansou de ficar calado e que estava na hora do estado ter "vergonha na cara" e "arregaçar as mangas". A fala do peemedebista ocorreu depois da Secretaria Estadual de Saúde falar que seria possível fechar hospitais durante as Olimpíadas.

Publicidade

O prefeito lembrou que está existindo uma má gestão do dinheiro e que os gestores precisam aprender a lidar com as verbas. Ele desabafou dizendo que se agora fecharem hospitais com ajuda bilionária do governo federal, seria melhor pedir para sair. 

Durante o protesto dos policiais no aeroporto carioca também foram utilizados bonecos utilizando roupas que lembram as fardas dos policiais militares. Os bonecos estavam manchados de tinta vermelha, simbolizando todos os agentes que morrem em pleno serviço. Uma manifestante chegou a fazer uma encenação emocionante. #Crime #Investigação Criminal