Um fato chocante e considerado por muitos ativistas e simpatizantes da causa animal como cruel, foi praticado por presos da penitenciária Professor Barreto Campelo, localizado na ilha de Itamaraca, Estado de Pernambuco, que foram flagrados fazendo churrasco com carne de gato no dia 10 de julho, ressaltando que era domingo, dia que recebem visitas de seus familiares que incluem diversas crianças, idosos, gestantes. Segundo informações prestadas pelo próprio sindicato dos agentes prisionais de Pernambuco, Sindasp-PE, existem várias imagens que comprovam o corrido, são fotos dos gatos sendo mortos, dos corpos dos animais sem pele e pendurados, além de muito sangue.

Publicidade
Publicidade

O sindicato chegou a divulgar imagens onde um detento aparece cortando os animais na escadaria, e chegou a ser ventilada a informação de que o churrasco teria sido motivado em comemoração a morte de um detento ocorrido no mesmo dia durante uma briga entre varíos presidiarios. Porém, essa informação não foi oficialmente confirmada pelas autoridades.

O sindicato informou também que foi imediatamento apurada a situação e um detento que foi identificado como mentor do churrasco  foi devidamente  responsabilizado, inclusive já está sendo aberto um processo administrativo contra ele, assim como foi encaminhado a uma delegacia de Itamaraca para prestar os devidos esclarecimentos.

A administração da penitenciária, porém, não soube explicar como os animais entraram no sistema prisional, mas reconhecem que o déficit de agentes penitenciários no Estado de Pernambuco beira em 3.700, sendo que a população carceraria passa de 33 mil detentos, fiscalizados por um contingente de apenas 1.500 agentes, o que deixa o trabalho de  fiscalização  do presídio muito fragilizado e comprometido em todos os sentidos, com guaritas desativadas, facilitando dessa forma a entrada de drogas, armas e animais.

Publicidade

E, segundo informações extra-oficiais, essa prática é corriqueira dentro do sistema prisional, e que, além de gato, eles costumam também comer carne de camaleão e gavião. #Crime #Violência #Morte