Imagens fortes foram divulgadas em uma matéria publicada pelo portal de Notícias IG nesta segunda-feira, 11. Elas mostram a matança de gatinhos em um presídio brasileiro. De acordo com o IG, as fotografias foram enviadas pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários do estado de Pernambuco, o Sindasp-PE. O caso ocorreu na Penitenciária conhecida pelo nome de Professor Barreto Campelo. O local onde homens ficam reclusos fica na Região Metropolitana da capital pernambucana, Recife. As imagens mostram a falta de condições de permanecer no presídio.

Registros de uma terra sem lei

Um grupo de homens se aglomera, enquanto outro retira a pele dos gatos.

Publicidade
Publicidade

Eles parecem em não se incomodarem com a possibilidade de agentes de segurança aparecerem para algum tipo de represália. Segundo o Sindicato, os animais, conhecidos por serem dóceis e domésticos, era, assassinados para virarem churrasco. As fotos são muito fortes. Algumas são impublicáveis, mesmo com recursos de edição, pois exibem agressões duras contra os animais. 

Barbaridade em meio ao caos

Em algumas das imagens, os animais aparecem com os corpos pendurados. Muitos dos gatos estão jogados no chão mortos, enquanto outros tem suas peles retiradas. De acordo com o IG, o 'Churrasco' com gatos seria uma comemoração de detentos. A informação teria sido adquirida com fontes. No entanto, o próprio portal alerta que não há uma relação oficial entre a morte do preso e a comemoração curiosa. Algumas das imagens chegaram a repercutir em sites internacionais de notícias. 

Providência curiosa vira motivo de crítica

O portal procurou a Seres, a Secretaria Executiva de Ressocialização.

Publicidade

De acordo com essa entidade, o homem que aparece nas imagens tirando a pele dos gatos já foi identificado. Ele será encaminhado para uma delegacia da região, onde um registro de ocorrência sobre o caso. O próprio site alerta para a resposta estranha. Primeiro porque a foto se trata de um presídio. Segundo porque outros detentos provavelmente tiveram participação na ação. Alguns olham tudo e tem até um que filma a matança.  #Crime #Investigação Criminal