Os prisioneiros do regime semiaberto em Campina Grande, no Mato Grosso do Sul, viraram alvo de elogios em todo o Brasil. Bem longe da rotina do crime, eles começam a dar passos largos e tornam-se cidadãos de bem. Durante o tempo em que ficam fora da prisão durante o dia eles estão quebrando pedra, revirando massas, pintando. Isso porque o #Governo local decidiu colocá-los para construir e reformar escolas na região. Depois de um dia de trabalho esforçado, eles retornam para a cadeia na capital. Com o trabalho dos presos, o governo do Mato Grosso economizará R$ 2 milhões. Já eles terão uma oportunidade de trabalho fora da cadeia. Muitos tem dificuldade de encontrar um emprego por conta do currículo "sujo". 

O programa começou no Centro Penal da Gameleira já no início desse mês, mas pode se estender para outros presídios e casas de detenção.

Publicidade
Publicidade

uma das primeiras reformas foi a da Escola Estadual José Ferreira Barbosa, que fica bem no centro da região. A obra, de acordo com as autoridades, caso fosse feita por uma empresa especializada, sairia por R$ 400 mil, mas agora terá o valor de menos de R$ 20 mil. Esse dinheiro será usado para pagar os prisioneiros que estão em fase de ressocialização na sociedade. 

Outra escola também já está vendo a economia. Ela é a E.E. José Ferreira Barbosa. Por lá, as contas ficaram R$ 380 mil. Há outros registros de redução, como o de uma instituição educacional que poupou R$ 617 mil. De acordo com uma reportagem feita pelo site 'Diário do Poder', a ideia partiu do juiz local, Albino Coimbra Neto. Os materiais comprados também tem desconto, já que existe um programa de redução de 10% de quem dá trabalho aos presos.

Publicidade

O salário dos prisioneiros também tem uma diminuição parecida, seja feito o trabalho pela iniciativa pública ou privada.

Nas redes sociais, muitos brasileiros aplaudiram a iniciativa. "Isso aí. Essa é uma forma de dar oportunidades aos presos e fazê-los aprenderem o valor do trabalho. O governo está de parabéns", comentou um internauta feliz com a ação.  #É Manchete!