Finalmente o abono do PIS e do PASEP referentes ao ano base 2015 começaram ser pagos nessa semana. Os benefícios variam de acordo com o tempo em que o trabalhador exerceu atividade remunerada, mas chegam a R$ 880,00, que é o valor do salário mínimo mensal no Brasil.

Atendimentos nas Agências da Caixa e do Banco do Brasil

As agências do Banco do Brasil e também da Caixa estavam com várias pessoas em busca de informações e querendo fazer o saque do benefício. Para agilizar o atendimento é bom ter em mãos o número de inscrição do PIS/PASEP e os documentos pessoais.

Para os correntistas da Caixa, desde o dia 26 o crédito foi feito em sua conta bancária.

Publicidade
Publicidade

Os correntistas do Banco do Brasil também podem receber o benefício em conta, mas é preciso cadastrar essa opção na agência bancária.

Para quem não cadastrou a opção de pagamento do PASEP por crédito em conta, basta ir ao atendimento de caixa nas agências do Banco do Brasil e fazer o saque do PASEP.

Lembrando que como regra geral o PASEP é pago a funcionários públicos e o PIS para funcionários de empresas privadas.

Valor a receber

Não vá a agência contando que receberá o valor de R$ 880,00, pois só terão direito a esse valor quem trabalhou o ano completo em 2015. Há pessoas que receberão somente R$ 440,00, caso tenham tido 6 meses de trabalho no ano anterior, e há quem receberá R$ 220,00 se trabalhou apenas 3 meses.

Há quem receberá apenas R$ 73,33 caso tenha trabalhado somente um mês em 2015.

Publicidade

Ou seja, para cada mês de trabalho, o valor a ser pago é 1/12 do salário mínimo.

Datas para pagamento do PIS/PASEP 2016

Não adianta sair correndo para uma agência bancária, pois essa semana começaram os pagamentos para algumas pessoas. Os que terão direito de receber o benefício esse mês são os que nasceram em julho. Terão direito os que recebem o PIS e para os inscritos no PASEP que tenham a inscrição terminando com dígito 0.

Veja atentamente o calendário completo do PIS/PASEP 2016 antes de ir às agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. #Governo #Dicas #Dilma Rousseff