O bispo Marcos Klain aproveitou uma viagem de avião para tirar uma selfie com Jean Wyllys (PSOL-RJ). O deputado se encontrava no mesmo voo que o religioso. Após a tiragem, o religioso divulgou a imagem na rede social Facebook, e até aí, tudo normal. Mas o que ganhou a mídia foi o fato do bispo ter escrito que pôs a mão na cabeça do deputado defensor da causa #LGBT para tentar o ‘converter’, e, segundo a mensagem do bispo, caso Jean não se converta após a sua pregação sorridente na cabeça do deputado, ele morre.

“Acho que ele pensou que meu sorriso era pela foto conseguida (...)”, conta o bispo com ironia na postagem em sua rede social, que momentos depois foi retirada do ar.

Publicidade
Publicidade

“(...) Mas eu só queria colocar minhas mãos sobre ele pra profetizar”, disse. Logo depois dessa mensagem, veio à ameaça: “Ou se converte, ou morre. O Brasil é de Jesus!!!”, concluiu. Logo a mensagem se espalhou pela internet causando muita revolta nos defensores de Jean e quase que toda a comunidade LGBT.

Já com relação ao deputado Jean Wyllys, o repórter Fausto Macedo do jornal O Estado de São Paulo conseguiu uma entrevista com a assessoria do deputado onde ela revelou: “O bispo enganou o deputado para tirar uma foto, e fez esse post com uma ameaça de morte. – conta a publicação – É algo chocante, mas mostra o nível de ódio, ressentimento e desonestidade dessas pessoas (...)”, afirmou o representante de Jean Wyllys. Ainda na nota, a assessoria conta que essa atitude do bispo só demonstra um suposto nível de fundamentalismo religioso que Jean tanto denuncia e é contra.

Publicidade

Klain é bispo em uma comunidade do Rio de Janeiro, chamada Bíblia da Graça. No entanto, o religioso estaria em missão no Chile e faz residência atualmente nesse país. Já Wyllys, bastante famoso por defender energicamente a causa das minorias no Brasil, é conhecido por entrar de corpo e ‘alma’ em defesa da causa LGBT. Alguns portais de notícias foram até a Comunidade Bíblica da Graça para tentar descobrir mais alguma coisa relacionada a esse caso, no entanto, os mesmos receberam a notícia de que os representantes da Comunidade não poderiam tratar desse assunto porque o bispo Eduardo Machado estava em reunião e não iria atender naquele momento. #Curiosidades