A presidente afastada Dilma Rousseff, eleita pelo Partido dos Trabalhadores (PT), dá cada vez mais claros sinais de que foi abandonada até mesmo por sua legenda. O senador Cristovam Buarque, eleito pelo  PPS do Distrito Federal (DF), tem preferido o mistério para dizer qual vai ser o seu voto no Senado Federal no fim de agosto. No entanto, de acordo com informações da coluna 'Estadão', do jornal 'O Estado de São Paulo', ele dá pistas de como fará no momento do pleito que pode tirar mais um presidente brasileiro do poder. “Se a eleição fosse secreta, até o #PT votaria pela cassação dela”, teria dito o Congressista. 

O Senador Cristovam não está exagerando quando fala isso.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informações de interlocutores do site 'Diário do Poder', entre 65 e 70 Senadores (dos 81 ao todo) estariam inclinados a votarem contra a petista. Já chegou-se até a cogitar através da equipe da presidente que o melhor seria Dilma renunciar para evitar um vexame maior, mas ela jamais aceitou essa possibilidade, acreditando que o importante mesmo é manter sua biografia. De acordo com a companheira política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o processo de impeachment é um "golpe parlamentar" feito pela oposição que só quer tirar os direitos dos mais pobres.

Oficialmente, Rousseff continua em campanha pelo país, especialmente pelo Nordeste, região onde o público ainda é favorável à ela e Lula. Nesta segunda-feira, 25, por exemplo, ela fez um discurso na capital do Sergipe, Aracaju.

Publicidade

O depoimento da mulher que sofre um processo que pode levar à deposição foi ofuscado, no entanto, por um incidente envolvendo um de seus apoiadores. Um homem que seria petista, subiu em um poste, balançou uma blusa vermelha e em seguida levou um choque. Ele morreu com o impacto da queda e também com a explosão que provocou. O caso gerou grande repercussão na internet.

Não encontramos registros de Dilma comentando esse episódio que ocorreu no Nordeste. Ela tem viajado graças à uma vaquinha online, que arrecadou quase R$ 1 milhão.  #Dilma Rousseff