O corpo de Marcelo Rúbio Lima Gomes foi enterrado na tarde da última segunda-feira, (18), em um cemitério do Guarujá, cidade litorânea localizada ao sul de São Paulo. Conhecido como o Pernão, o homem assassinado tinha idade de 36 anos. De acordo com informações do portal Uol, a vítima era filho de um irmão de Lula, por parte de pai. De acordo com o delegado responsável pelo caso, a polícia já identificou o autor do homicídio, Marcelo Machione Mendes Faria, o Marcelinho, de 35 anos continua foragido.

Segundo testemunhas que presenciaram a cena, os dois homens começaram a discutir na mesa de um bar. Após a discussão, Marcelinho sacou uma arma e efetuou três disparos contra a vítima.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informações, o crime teria acontecido na noite do último domingo (17), no distrito de Vicente de Carvalho. Testemunhas também disseram que Pernão portava uma faca, enquanto Marcelinho estava armado com um revólver calibre 38. Minutos antes da discussão, ambos estavam bebendo e ouvindo música funk, quando de repente começaram a se desentender. Ninguém soube explicar o motivo da discussão.

Atingido por dois disparos no peito, o homem foi levado ainda vivo para o hospital mais próximo em Vicente de Carvalho, mas acabou falecendo minutos mais tarde. A viúva de Pernão, durante seu depoimento para a polícia, contou que o ex-marido era usuário de drogas. Uma irmã de Marcelinho afirmou para os policiais que seu irmão lhe telefonou pela segunda de manhã. Segundo ela, Marcelo parecia estar muito transtornado com a situação e após receber a notícia de que Pernão havia morrido, logo desligou o telefone, desde então não entrou mais em contato com seus familiares.

Publicidade

Equipes das Polícias Civis e Militares continuam procurando por Marcelinho, na segunda-feira estiveram na residência do acusado e segundo os policias no local nada foi encontrado. Até o momento as investigações são realizadas em sigilo para não prejudicar o trabalho da polícia. Em nota, o pai de Pernão, José Rubens Góes, informou que seu filho Marcelo, sempre manifestou o interesse em visitar seu tio, quando o ex-presidente vinha passar férias em uma base militar do Forte dos Andradas em Guarujá. Mas segundo José, seu filho nunca foi recebido pela família do ex-presidente. #Terrorismo #Casos de polícia