A Agência Brasileira de Inteligência, a Abin, que é ligada à presidência da república vem acompanhando com certa preocupação os preparativos de uma manifestação do Movimento Sem Terra (MST) para a abertura dos Jogos Olímpicos.A informação foi confirmada nesta quinta-feira, 28, pela coluna Radar, do site da Revista Veja. O órgão que recebe orientações do presidente em exercício Michel Temer, do PMDB, suspeita que o líder do MST, João Pedro Stedile, estaria planejando um ato nada pacífico para mostrar que não existe qualquer contentamento com o atual governo. Existe uma manifestação marcada para o dia 05 de agosto, data oficial para a abertura da Olimpíada, quando acontece a cerimônia de lançamento dos jogos no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. 

Para evitar que esse tipo de coisa possa atrapalhar os jogos, haverá um grande isolamento do Maracanã, fazendo com que os protestos fiquem bem longe do estado.

Publicidade
Publicidade

Para manter a segurança, o presidente Michel Temer uniu forças com o governo municipal e estadual do Rio. Ao todo, as Forças de Segurança chegam a 88 mil homens. Além de tentar impedir manifestações que atrapalhem a Olimpíada, os homens e mulheres das Forças Armadas, Polícia e outras entidades tem o objetivo de evitar que ações criminosas sejam realizadas durante os jogos. Os agentes também são especializados em ações contra o terrorismo.

Também para evitar o terrorismo, nesta quinta-feira, mais um homem foi preso, dessa vez, bem mais perto dos jogos. O suspeito de planejar ataques de terror estava no município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Ainda não há mais detalhes sobre o que motivou a ação. No entanto, de acordo com o Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, qualquer menor ação que possa ser configurada como terrorismo gerará prisões baseadas na lei antiterror.

Publicidade

Com isso, por enquanto, pelo menos treze pessoas foram detidas no país por conta disso. Elas estão sendo levadas para um presídio de segurança máxima no Mato Grosso, bem longe do estado do Rio de Janeiro.  #PT #Dilma Rousseff