A Igreja Universal do Reino de Deus encontrou um problemão. Alguém que assistiu a um dos seus cultos pela televisão não gostou muito da pregação e publicou imagens da celebração religiosa na internet. Ela mostrava um dos pastores da igreja do bispo Edir Macedo solicitando que os fiéis tivessem mais fé. Até aí tudo bem, não é nenhum problema isso, afinal, as pessoas buscam na #Religião justamente mais fé e força para prosseguirem suas vidas. A questão é que o religioso começa a pedir um carro as fiéis, mas não qualquer carro. Ele argumenta que quem der com fé um carro bom terá em breve um veículo ainda melhor. O líder da Universal, que também seria bispo da Igreja, chega a citar algumas marcas de carros importados.

Publicidade
Publicidade

Ele ainda diz o nome de um suposto fiel que acreditou, tocou no altar, deu seu carro e agora está com um "carrão". 

Os fiéis olharam tudo calados. Mas o pastor continuou com sua homilia. Ele pede que as pessoas não tenham medo, que façam logo a doação. O pastor sugere que as pessoas voltem para casa de táxi ou até mesmo andando a pé. O resultado, é claro, foram muitas críticas. Até mesmo igrejas estão sofrendo com a crise por conta da diminuição de ofertas. Sem ter dinheiro nem mesmo para a vida comum, os fiéis que mais acreditam decidiram diminuir de dízimos a doações. Isso criou um enorme problema, especialmente para igrejas que querem bancar programas religiosos na televisão. A Universal, por exemplo, é responsável por grande parte do sustento da TV Record, que curiosamente é de posse de seu bispo maior, Edir Macedo.

Publicidade

O vídeo caiu tão mal para a igreja que ela decidiu agir. Está excluindo todas as republicações das imagens no Youtube e no Facebook. No entanto, a Igreja não tem conseguido muito êxito. Internautas estão republicando o tempo todo o conteúdo. Além disso, notícias como essa, estão aí para provar e lembrar o que realmente aconteceu. A censura tem espantado até fiéis da igreja. Muitos concordam que o pastor não foi tão feliz com o modo em que pediu a tradicional oferta do culto.  #É Manchete!