Um gravíssimo #Acidente de grandes proporções, envolvendo um caminhão tanque que pegou fogo na BR 277, na Serra do Mar, próximo de Morretes, no litoral do Paraná, matou quatro pessoas e deixou várias feridas. A tragédia aconteceu por volta das 18 horas deste domingo, 3 de junho, na pista sentido Paranaguá.

De acordo com informações repassadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), o caminhão tanque, carregado com uma carga de etanol, teria perdido os freios na descida da Serra do Mar, na BR 277 e tombado. Após o acidente, o veículo invadiu a pista contrária, pegou fogo e foi atingido por outros veículos que seguiam pela rodovia no sentido Curitiba.

Publicidade
Publicidade

Pelo menos 12 automóveis se envolveram no acidente.

As quatro vítimas fatais morreram carbonizadas. Um dos casos que mais chamou a atenção dos socorristas foi o de um bebê, que foi resgatado com vida próximo da rodovia ao lado de um veículo com dois corpos carbonizados. Segundo suspeita dos policiais, os próprios pais da criança teriam atirado o filho no canteiro da rodovia para salvar a vida da criança do fogo, após o acidente.  

Fotos e vídeos do grave acidente com o caminhão tanque na BR 277 mostram um verdadeiro rastro de fogo pela rodovia. As imagens mostram carros em chamas e veículos completamente carbonizados. O número exato de mortos e feridos só poderá ser conhecido na manhã desta segunda-feira, 4 de junho, quando devem ser concluídos os trabalhos de socorro e remoção dos destroços.

Publicidade

Acidente com caminhão tanque na BR 277

O motorista que causou o acidente com o caminhão tanque que pegou fogo sobreviveu a tragédia e deve prestar depoimento sobre a tragédia. Os dois sentidos da rodovia seguiam bloqueados até às 22 horas deste domingo. A Polícia Rodoviária Federal orienta os motoristas que precisam subir os descer o litoral do Paraná que sigam pela Estrada da Graciosa.

Os corpos das vítimas fatais do acidente na BR 277 foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML). Já as vítimas feridas foram levadas para hospitais da região. #Casos de polícia #Morte