Uma mulher virou personagem de um dos episódios mais comentados da internet neste sábado, 09. A cidadã brasileira, que não teve o nome identificada, janta em restaurante paulista, quando de repente avisa o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski. Ela não perdeu tempo e decidiu fazer um protesto inusitado contra ele. O Ministro acabou passando vergonha na frente de todos, inclusive na internet. O caso ganhou repercussão depois que a coluna 'Estadão', do jornal 'O Estado de São Paulo', repercutiu as imagens. 

Mico no restaurante

A mulher jantava, quando percebeu que o presidente do STF iria provavelmente embora do estabelecimento. “Parabéns”, ela disse, apertando-lhe a mão.

Publicidade
Publicidade

Esperou o ministro agradecer e continuou: “por ter aumentado seus próprios benefícios”. O Ministro deu um leve sorriso sem graça no rosto e continuou sua jornada. Internautas brincaram dizendo que a comida acabou não sendo tão bem digerida depois de um fora como esse. A mulher recebeu muitos parabéns na internet.

Em falar em restaurantes de São Paulo, foi em um deles que o ator José de Abreu, filiado ao Partido dos Trabalhadores (#PT), acabou cuspindo em um casal após ser chamado de ladrão.

Polêmica dos bonecos

Não é para menos, Ricardo Lewandowski está no meio de várias polêmicas. Uma das mais recentes envolve bonecos infláveis dele e do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot. O STF pediu que a Polícia Federal investigue quem seriam os responsáveis por colocar os bonecos em uma manifestação em São Paulo.

Publicidade

Os bonecos traziam o Ministro e o Procurador como petista e corruptos. Até o momento, os responsáveis pela manifestação não foram encontrados.

Esse tipo de protesto é muito comum, afinal, quem não conhece o famoso "Pixuleco".  O acessório exibe o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vestido de presidiário e com o número "171".

Veja abaixo o vídeo com o momento em que a cidadã brasileira se revolta contra o representante da mais alta corte da justiça brasileira e dá um depoimento surpreendente:

#Governo