Nesta segunda-feira, 04, o 'Portal Metrópoles' repercutiu um vídeo que está dividindo opiniões na internet. Ele exibe três mulheres que não tiveram qualquer receio em pichar muros e tapumes da capital federal com a frase 'Fora Temer'. As imagens mostram um veículo prata parado próximo a tapumes de um posto de gasolina localizado no Distrito Federal. O local estaria passando por obrar, por isso, utiliza da proteção que evita que qualquer tipo de destroços ou maquinário atinja os carros que passam na avenida que cerca a região. 

Segundo o 'Portal Metrópoles', o posto supostamente ficaria no chamado "Plano Piloto". Com o carro, chegaram três mulheres, que seriam de idade avançada.

Publicidade
Publicidade

De maneira não muito democrática elas decidiram pichar o local. Elas são contra o presidente em exercício #Michel Temer, do PMDB, que assumiu o governo no lugar da presidente afastada Dilma Rousseff, eleita pelo Partido dos Trabalhadores (#PT).

O veículo das imagens foi identificado como um Renaut Sandero. No volante, uma das três mulheres aguardada as outras terminarem o serviço. Elas estavam prontas para "fugirem", caso alguém aparecesse e foi exatamente isso o que acabou acontecendo. Um homem se aproxima com uma câmera de celular e filma tudo. O vídeo mostra a mulher mais velha, uma senhora de cabelos brancos, arrancando com o veículo.

É bom lembrar que pichar patrimônio público ou privado é crime ambiental. De acordo com a legislação brasileira, quem for flagrado nessa situação pode ser preso por até um ano, pagando ainda uma multa que pode ser "salgada".

Publicidade

Além disso, sair rabiscando por aí, convenhamos, não é a maneira mais inteligente de protestar, especialmente quando isso é feito por pessoas que deveriam dar exemplo.

Os internautas se dividem em relação à ação. Já o homem que filmou tudo desabafa nas imagens: "devem ser petistas". 

Veja abaixo o vídeo que mostra as vovós pichando as ruas da capital federal. Flagrante foi realizado por homem, que argumenta que elas devem ser do Partido dos Trabalhadores (PT).

  #Impeachment