Nesta quinta-feira, 04, o canal esportivo 'SporTV' mostrou o sufoco que passaram atletas chineses ao chegarem ao Rio de Janeiro. A seleção de basquete do país que quer manter o segundo lugar geral de medalhas na Olimpíada havia acabado de desembarcar no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no galeão, quando foi recebida por tiros. O incidente, segundo uma reportagem do jornal 'O Globo', aconteceu nesta quarta-feira, 03, quando após desembarcarem os chineses pegaram um ônibus do Comitê Olímpico Internacional para chegar até à Vila dos Atletas. 

O tiroteio ocorreu ainda quando o ônibus passava no cruzamento entre a Linha Vermelha e a Amarela, próximo ao Complexo da Maré.

Publicidade
Publicidade

Eles se dirigiam para a região da Barra da Tijuca, na Zona Oeste. Os tiros obrigaram o motorista do veículo a parar. Os atletas chegaram a registrar fotos e vídeos da confusão. Em algumas imagens, os atletas do basquetebol filmam ambulantes desesperados se jogando no chão. O objetivo dos comerciantes de rua era evitar que pudessem, por ventura, serem atingidos por alguma das balas. O veículo com os atletas chineses contava também com representantes da delegação técnica daquele país. 

O governo brasileiro e a prefeitura do Rio de Janeiro, comandada pelo prefeito Eduardo Paes, do PMDB, preferiram não comentar até o momento as imagens que rapidamente ganharam grande repercussão nas redes sociais. O incidente acontece depois que dois sequestros marcaram a cidade maravilhosa. Um deles envolveu um ônibus com quarenta pessoas.

Publicidade

Dois bandidos assaltaram e fizeram a "limpa" nos passageiros que estavam no transporte público. Agentes da Força Nacional de Segurança e outros militares não foram capazes de identificar que a condução andou quilômetros fora de sua rota. Apesar do susto e do roubo, ninguém ficou ferido.

A outra ação foi realizada contra um grupo de três suecos, que haviam parado para tirar fotos da cidade. Até o Batalhão de Operações Especial, o Bope, acabou sendo chamado. Os criminosos devolveram os turistas em uma via expressa.  #Crime #Rio2016