A polícia prendeu nesta última quarta-feira (24) um candidato a vereador na cidade de Recife, Pernambuco. Jamerson Dantas, do PSD, foi preso ainda pela manhã em Caixa D'Água, em Olinda, na região metropolitana de Recife e não ofereceu resistência ao ser informado que estaria sendo detido por suspeita de estupro. A notícia de que o candidato a vereador teria estuprado 3 crianças logo se tornou o assunto mais comentado da região.

Jamerson Dantas teria abusado sexualmente de dois meninos e uma menina. Ao saber que estava sendo procurado pela polícia, o candidato que mora no bairro Beberibe, zona norte da cidade, foi se esconder na casa de sua mãe.

Publicidade
Publicidade

o candidato informou à polícia que populares começaram a ameaçá-lo de morte. Por isso, ele procurou abrigo fora de sua residência, para não ser linchado, e estaria também fugindo da Justiça.

Ademir Oliveira, delegado responsável pelo caso e também pelo Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente, explicou que as investigações foram iniciadas tão logo um menino de 13 anos fez a denúncia do abuso sofrido. Imediatamente, o garoto foi encaminhado para a realização dos exames, onde ficou comprovado que houve sim o #Estupro. As investigações logo apontaram uma segunda vítima, que teria sido uma menina de 12 anos que também já fez os exames, agora, o delegado aguarda o laudo. Tem ainda uma terceira criança que supostamente foi abusada pelo candidato a vereador, e o caso já está sendo investigado.

Publicidade

O delegado do DPCA já conseguiu descobrir que, para conseguir a confiança das famílias e posteriormente estuprar as crianças, o candidato, que também é técnico de enfermagem, usava seu cargo no setor de saúde para assim conseguir ter acesso às futuras vítimas. O menino de 13 anos foi estuprado em abril deste ano em um local conhecido como "Linha do Tiro", localizado na região norte da capital pernambucana. O estuprador conseguiu se tornar amigo dos pais do garoto e aproveitou um dia que o menino ficou sozinho em casa para violentá-lo.

No caso do estupro da menina de 12 anos, o #Crime foi há dois anos atrás, época em que Jamerson trabalhava cuidando da avó da garota. Um dia, quando a esposa do candidato não se encontrava em casa, ele levou a menina para lá e a violentou. Em seguida ele a ameaçou, obrigando-a a não revelar o crime a ninguém e até mandou que ela não deixasse ninguém ver os ferimentos que ficaram pelo seu corpo. A terceira vítima é um menino de 10 anos, primo da menina violentada.

O advogado de Jamerson alega que todas as acusações têm motivação política, já que ele é candidato a vereador e uma pessoa bastante conhecida na cidade. O candidato a vereador já foi encaminhado para o Centro de Triagem de Abreu e Lima. Camila Figueiredo é a delegada que agora fica responsável por dar continuidade às investigações. #Casos de polícia