São tantos problemas surgindo nas instalações destas Olimpíadas, no Rio de Janeiro, que já começam a prever uma CPI para depois das competições, uma vez que foram gastos milhões de reais em obras que estão se mostrando muito frágeis, com0 os azulejos dos banheiros no ginásio que estão se soltando e caindo.

A Arena Olímpica, localizada na Barra da Tijuca, recebe a disputa da ginástica e também muitos torcedores que estão divulgando, nas redes sociais, imagens das condições em que o local se encontra e é de ficar mesmo assustado, porque qualquer pessoa pode acabar se machucando, simplesmente, por ter ido usar o banheiro.

Uma das fotos mostra os azulejos que estão se soltando sozinhos no banheiro localizado no terceiro andar.

Publicidade
Publicidade

Alguns banheiros nem estão podendo ser mais usados.

Na manhã deste domingo (07), foram muitas as disputas que aconteceram no local e, à tarde, teremos outras competições, mas, para a imprensa e também os torcedores, usar os banheiros é um verdadeiro risco. Até o momento, ninguém se feriu, mas, pelos relatos, é até aconselhável que as pessoas procurem evitar o local. A organização do evento já interditou os banheiros, mas a questão é que outros locais estão começando a apresentar os mesmos problemas.

E tudo isso começou ainda antes dos #Jogos Olímpicos, quando algumas delegações tiveram que ir para hotéis, já que as obras apresentavam vários problemas, tanto na parte elétrica, hidráulica e agora é a vez dos torcedores sentirem na pele o que é frequentar um lugar onde as obras, pelo visto, foram muito mal realizadas.

Publicidade

Os pais que levarem os filhos para as disputas olímpicas, terão que ter cuidado redobrado para que as crianças não sejam atingidas.

No sábado (06), a seleção masculina de ginástica se apresentou no ginásio e tudo correu muito bem, mas a obra não foi capaz de suportar dois dias seguidos de atividade, o que demonstra que a obra foi muito mal executada e que, antes mesmo dos Jogos Olímpicos chegarem ao fim, será necessário interditar vários pontos para uma reforma emergencial. #Olimpíadas #Taça Olímpica