Nesta quarta-feira, 03, aconteceu o protesto político mais inusitado até o momento durante o revezamento da Tocha Olímpica, que passava por ruas da Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. Um condutor da tocha acabou sendo preso por militares da Força de Segurança, depois que ficou revoltado, tirou a rouba e mostrou o bumbum. A única peça que podia ser vista por moradores da região era inusitada, um biquíni de oncinha. Somente com o biquíni, o homem alto e negro, de visual másculo, gritava contra o presidente em exercício Michel Temer, pedindo também a volta da presidente afastada Dilma Rousseff ao poder. A representante do Partido dos Trabalhadores (PT) vive um processo de impeachment.

Publicidade
Publicidade

Nas nádegas do homem estava escrita a frase 'Fora Temer'. A peça de biquíni extravagante ainda estava cavada no bumbum do homem que revezava a tocha. Ele acabou sendo dominado pelos agentes, jogado no chão e perdeu a tocha que carregava. O homem foi identificado pelo jornal 'O Estado de São Paulo' como Tarcisio Carlos Rodrigues Gomes, de 31 anos. Em entrevista à publicação, ele justificou o alto com a seguinte frase: "minha calça caiu". Na cidade de Duque de Caxias, o revezamento também foi interrompido, mas por conta da revolta de populares. A Força Nacional de Segurança precisou atirar balas de borracha para dispersar a multidão. No momento da confusão, a TV Globo estava com um link ao vivo, que precisou ser interrompido às pressas por questões de segurança. 

Dessa vez, o homem que protestava era um músico, acostumado a tocar em blocos de  Carnaval.

Publicidade

No momento em que o homem foi detido, amigos dele gritavam palavras de ordem. De acordo com o detido, essa foi uma forma de se protestar. Ele disse que o Brasil está sufocado no período das Olimpíadas. Coube a um agente da Força de Segurança passar o fogo da tocha para o outro condutor. Depois disso, o gás da tocha foi desligado.

Veja abaixo o momento em que o homem abaixa as calças para protestar contra Temer e é detido pro agentes da Força Nacional:

#Rio2016