Um bebê, de um pouco de mais de 2 meses de vida, foi dado pela família como desaparecido, no último sábado (20), em Porto Seguro, na Bahia. Segundo informações preliminares da investigação, o sumiço o menino Natan Victor Cerqueira, foi constatado por sua avó que, ao chegar à residência, encontrou o carrinho de bebê vazio. No momento do desaparecimento, a criança estava sob os cuidados da mãe, de 20 anos. E, conforme relatado por Renata Cerqueira aos policiais responsáveis pela investigação, o filho dela estava dormindo no carrinho, na sala de sua casa, quando uma mulher o teria levado. 

O caso ganhou repercussão e gerou comoção na população.

Publicidade
Publicidade

Por se tratar do desaparecimento de uma criança tão pequena e indefesa, vizinhos, familiares e amigos iniciaram buscas pelas redondezas em busca de informações sobre o paradeiro do garotinho, inclusive foram feitos protestos por causa do sumiço. Porém, o fato que tomou a todos de surpresa, aconteceu no fim da tarde da última segunda-feira (22 de agosto) e aconteceu no momento em que a mãe do menino Natan participava de uma manifestação na Praça de Baianão, contra o suposto desaparecimento.

A mãe do menino trabalha como babá e sua patroa, ao saber do desaparecimento, foi à sua casa, prestar solidariedade, porém, no momento, Renata não se encontrava no imóvel, justamente por estar na praça participando da manifestação pelo sumiço do filho.  A porta da frente da casa estava aberta, e, assim que a mulher adentrou no local, sentiu um mau cheiro fortíssimo e, ao procurar saber de onde exalava o tal mau cheiro, deparou-se com um corpo de criança dentro de uma panela de pressão na cozinha.

Publicidade

A polícia não confirmou de que se trata do corpo do menino Natan e aguarda o resultado do exame de DNA, para poder se pronunciar oficialmente, porém, os indícios apontam se tratar do corpo do bebê que, segundo a genitora, teria sido levado por uma suposta mulher, mas como a única pessoa que se encontrava no local do desaparecimento era a mãe dele, ela passa a ser a principal suspeita do #Crime. #assassinato #Brasil