Infelizmente um menino de nove anos morreu afogado no rio Tramandaí, nesta segunda-feira (9), quando tentava capturar Pokémons.

Segundo o portal de notícias G1, a morte aconteceu na cidade de Imbé, que fica localizada no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. Saibam mais aqui.

Ao tentar capturar Pokémons, criança morre afogada

O jogo Pokémon Go é uma febre mundial, centenas de milhares de pessoas em todo o mundo estão saindo as ruas caçando os monstrinhos virtuais. Contudo o game se torna perigoso caso as pessoas de distraiam a ponto de colocar a vida em risco.

Vários acidentes com jogadores mundo afora, vem sido noticiados,  já que os mesmos deixam de prestar a atenção por onde andam, atravessam as ruas em meio ao trânsito e entram até mesmo em locais proibidos, como por exemplo, áreas militares.

Publicidade
Publicidade

Nesta segunda-feira um criança de noves anos perdeu a vida, enquanto caçava Pokémons. A polícia informou que o menino foi identificado como Arthur Bobsin e estava em companhia de um amigo que conseguiu sair ileso das águas.

Saibam como a criança teve acesso ao rio Tramandaí

De acordo com as informações da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, na tarde de segunda-feira, por volta das 15h, Arthur e seu amigo saíram a caça dos Pokémons. Eles foram até um terreno baldio, próximo as residências deles e que fica as margens do rio. 

Ao chegarem no local as crianças avistaram um barco de fibra utilizado pelos pescadores da região e inocentemente resolveram utilizar a embarcação para caçar os Pokémons dentro do rio. Ao entrar no rio, a embarcação virou ainda perto da margem, Arthur desapareceu e foi levado pelas águas, seu amigo conseguiu se salvar.

Publicidade

Ainda conforme as investigações preliminares as crianças não estavam acompanhadas por nenhum adulto ou responsável.

As buscas pela criança 

As buscas foram iniciadas durante a tarde de segunda-feira, logo após o desaparecimento do menino. Por volta das 20h o corpo de Arthur foi encontrado pelos funcionários da Transpetro que estavam auxiliando nas buscas. A Polícia Civil de Imbé vai dar continuidade as investigações, o caso foi encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento de Tramandaí, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul.

Que a dor desta família sirva de alerta aos pais, as crianças e adolescentes precisam ser monitorados e acompanhados quando saírem para capturar os Pokémons. #Pokémon Go #Casos de polícia