Na noite desta quinta-feira, 11, uma suspeita de terrorismo abalou o parque olímpico da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Poucos minutos antes do início da partida entre Espanha e Nigéria válida pelo basquete, uma mochila foi encontrada em um banheiro da Arena 1. O objeto logo foi identificado como suspeito e os agentes policiais tomaram todas as medidas de segurança necessárias. De acordo com informações do site da Revista Veja, houve uma explosão controlada feita pelo esquadrão antibombas. Por conta da operação, o jogo entre Nigéria e Espanha começou sem público. O barulho da explosão, no entanto, pôde ser ouvido dentro do estádio e vazou na transmissão feita pela televisão. 

Apesar do susto antes do jogo masculino do basquete, o alarme acabou sendo falso.

Publicidade
Publicidade

A situação começou por volta das 19h30 no horário de Brasília. A detonação da mochila assustou muitas pessoas. Algumas teriam até corrido e houve tumulto. Na mochila, no entanto, não havia uma bomba, mas sim um par de meias, um ipad e um casaco. O estrondo também foi ouvido por pessoas que estavam esperando na fila. Jornalistas que estavam cobrindo o jogo ficaram sem entender o que estava acontecendo. Só eles puderam continuar dentro do estádio. A disputa entre os times já citados começou sem público, que só pôde começar a entrar depois da detonação da mochila suspeita. Esse é o primeiro episódio de suspeita de #Terrorismo que acaba de certa forma atrapalhando a organização dos jogos olímpicos. 

Em nota, a organização confirma que a mochila foi detonada pouco antes do jogo de basquete começar.

Publicidade

Os órgãos de segurança responsáveis pela Olimpíada dizem ainda que foi seguido todo o protocolo de segurança internacional. Por isso, o público foi orientado aficar do lado externo da arena, enquanto o objeto era retirada. Um exame inicial foi feito na mochila e peritos disseram que ela poderia ser detonada. 

Não é o primeiro episódio na Olimpíada que assusta turistas e cariocas. No entanto, esse é o primeiro dentro das arenas.  #Rio2016